Leia também:
X Governo irá prorrogar auxílio por mais 3 meses, diz colunista

Governo diminui gastos com pessoal pela 1ª vez desde 2009

Redução foi de R$ 286,4 bilhões, em 2019, para R$ 285,3 bilhões, em 2020

Thamirys Andrade - 11/06/2021 14h02 | atualizado em 11/06/2021 16h06

Esplanada dos Ministérios, em Brasília Foto: Agência Brasil/Tony Winston

O Relatório Contábil do Tesouro Nacional apontou que as despesas com o pessoal do governo federal caíram pela primeira vez em mais de uma década. A redução foi de R$ 286,4 bilhões, em 2019, para R$ 285,3 bilhões, em 2020. O documento será divulgado nesta quinta-feira (10).

A União reduziu a contratação de pessoal e deve realizar novos concursos somente após a reforma administrativa. A diminuição dos gastos também se deve à proibição de reajustes de servidores até o fim de 2021, como contrapeso às transferências de recursos para estados e municípios na pandemia.

O Ministério da Economia ainda minimizou a taxa de reposição de servidores aposentados e digitalizou os principais serviços públicos.

Em 2020, os gastos com pessoal representaram o equivalente a 43,8% da receita corrente líquida, ultrapassando 2019. O índice é explicável pela brusca queda na receita do governo durante a pandemia da Covid-19.

Leia também1 Governo irá prorrogar auxílio por mais 3 meses, diz colunista
2 Reajuste em planos de saúde é maior que o teto da ANS
3 JBS pagou US$ 11 milhões em bitcoin a hackers após invasão
4 Senado aprova projeto de lei de prevenção ao endividamento
5 Pandemia: Crise fechou 40% dos restaurantes de comida a quilo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.