Leia também:
X Forbes: Lista de bilionários tem 11 estreantes do Brasil. Confira!

Governo arrecada R$ 3,3 bilhões com leilão de 22 aeroportos

Bloco Sul foi o mais valorizado dessa edição, com investimento de R$ 2,13 bilhões feito pela Companhia de Participações em Concessões

Paulo Moura - 07/04/2021 12h11 | atualizado em 07/04/2021 12h45

Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, foi um dos leiloados nesta quarta-feira Foto: Divulgação

O governo federal conseguiu uma arrecadação inicial de R$ 3,3 bilhões com o leilão de 22 aeroportos brasileiros, divididos em três blocos, realizado nesta quarta-feira (7).

Segundo o Ministério da Infraestrutura, o ágio médio foi de 3.822%, o que representou uma arrecadação R$ 3,1 bilhões acima do mínimo fixado pelo edital para o valor de contribuição inicial, que era de R$ 186,2 milhões.

O investimento total nos 22 aeroportos, durante os 30 anos de concessão, é estimado em R$ 6,1 bilhões, sendo R$ 2,8 bilhões no Bloco Sul, R$ 1,8 bilhão no Bloco Central, e R$ 1,4 bilhão no Bloco Norte. Além do valor à vista, as regras do leilão preveem uma outorga variável, a ser paga a partir do quinto ano de contrato.

Ao todo, 7 concorrentes participaram da disputa. O grande vencedor do leilão foi o consórcio Companhia de Participações em Concessões, subsidiária da CCR, que levou os blocos Sul e Central. Já a francesa Vinci ficou com o bloco Norte.

No Bloco Sul, que tem os terminais de Curitiba, Baracheri, Foz do Iguaçu e Londrina (PR); Navegantes e Joinville (SC); Pelotas, Urugaiana e Bagé (RS), a Companhia de Participações em Concessões ofereceu R$ 2,13 bilhões. O ágio foi de 1.534,36%.

Já no Bloco Central, a Companhia de Participações em Concessões levou os aeroportos de Goiânia (GO); Palmas (TO); São Luís e Imperatriz (MA); Teresina (PI); e Petrolina (PE) por um valor de R$ 754 milhões. O ágio foi de 9.156,01%;

Por fim, a Vinci Airports venceu o Bloco Norte 1, que concentra os terminais de Manaus, Tabatinga e Tefé (AM); Porto Velho (RO); Boa Vista (RR); Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC). A proposta foi de R$ 420 milhões. O ágio foi de 777,5%.

Leia também1 Guedes: 'Prefeitos e governadores precisam olhar com muita atenção para o transporte público'
2 Guedes diz que Brasil segue no caminho da prosperidade
3 Governo faz semana de leilões e espera retorno de R$ 10 bilhões
4 Coragem! Amigos jogam vôlei diante de vulcão em erupção na Islândia
5 Carga com filhotes de tartaruga é barrada em aeroporto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.