Leia também:
X Caso Ford reforça necessidade da reforma tributária, diz Maia

Ford é cobrada pelo BNDES por empréstimos de R$ 335 milhões

Banco diz que não foi informado sobre decisão da montadora de sair do Brasil

Thamirys Andrade - 13/01/2021 12h22 | atualizado em 13/01/2021 13h20

Contratos de empréstimo visavam a criação de novos produtos da companhia no Brasil Foto: Folhapress/Lucas Tavares

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) pediu explicações a Ford sobre o encerramento da produção de veículos no Brasil. O banco afirma que não foi informado sobre a decisão e que mantém dois contratos de empréstimo com a montadora no valor de R$ 335 milhões.

– Eles [contratos] tiveram como objetivo projetos destinados ao desenvolvimento de novos produtos da companhia no Brasil, para o fortalecimento da engenharia nacional – explicou o banco.

O BNDES disse que os pagamentos estão em dia e que os contratos passaram da metade do prazo total. Eles foram assinados entre 2014 e 2017 e, de acordo com o banco, possuem cláusulas que previam a manutenção dos empregos durante a implementação dos projetos.

Além dos dois acordos, outros 30 contratos de financiamento indiretos, fechados com parceiros e agentes financeiros, estão em vigor, somando R$ 54,2 milhões.

A estatal disse que aguardará um retorno da Ford para avaliar os impactos da decisão sobre os contratos vigentes.

Leia também1 Caso Ford reforça necessidade da reforma tributária, diz Maia
2 Nem Ford, nem Bolsonaro. Como já disseram: 'É o mercado, estúpido!'
3 General Motors planeja investir R$ 10 bilhões no Brasil
4 Bolsonaro sobre Ford: 'Perdeu para a concorrência, lamento'
5 Chefe da Secom rebate Maia sobre saída da Ford do Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.