Leia também:
X Receita Federal abre consulta ao segundo lote do IRPF 2020

Fábrica da Nissan em Resende demite 398 trabalhadores

Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense vai denunciar o caso ao Ministério Público

Rafael Ramos - 23/06/2020 16h16 | atualizado em 23/06/2020 16h18

Nissan demite funcionários de fábrica no Rio de Janeiro Foto: Reprodução

Por causa da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, a montadora de automóveis japonesa Nissan demitiu 398 funcionários de sua fábrica em Resende, no Sul Fluminense. O corte corresponde a mais de 15% do quadro de empregados.

De acordo com a empresa, o prazo da suspensão temporária do contrato de trabalho chegou ao fim na última sexta-feira (19), após um período de dois meses. As demissões são imediatas e foram comunicadas aos sindicatos.

A fábrica de Resende é responsável pela produção dos modelos March, Versa e Kicks, que custam entre R$ 59 mil e R$ 109,8 mil. A Nissan esclareceu que não há hipótese de novas demissões ao longo do ano.

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) Luiz Carlos Moraes disse que a demanda de veículos caiu substancialmente e a velocidade da linha de produção é afetada por causa da segurança dos trabalhadores. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, Silvio Campos, afirmou que vai denunciar o caso ao Ministério Público:

– Nós negociamos com todo mundo, com Volkswagen, Peugeot etc., buscando saídas para mitigar esse momento difícil com a pandemia. Os cortes na Nissan surpreenderam o sindicato. E a coisa já começa errada com a Medida Provisória. Embora a MP 936 dê estabilidade, também permite a demissão do trabalhador se a empresa decidir pagar a multa, e isso é péssimo para os trabalhadores. A Nissan agiu de forma unilateral.

Leia também1 Ministra fala em crescer 'sem derrubar uma árvore sequer'
2 Receita Federal abre consulta ao segundo lote do IRPF 2020
3 Estudo diz que 8 capitais não estavam prontas para reabrir
4 Desempenho da atividade industrial começa a melhorar
5 Justiça libera demissões feitas pelo restaurante Fogo de Chão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.