Leia também:
X Havan prevê abertura de 10 megalojas ainda em 2021

Dólar sofre a maior queda diária desde março e fecha a R$ 5,084

Moeda apresentou desvalorização de 1,87% em relação ao real

Pierre Borges - 14/07/2021 18h12 | atualizado em 14/07/2021 18h19

Balança comercial registra superávit na segunda semana Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

Após sucessivas altas desde o fim de junho, o dólar apresentou a maior queda registrada em um só dia desde o dia 31 de março deste ano e fechou em R$ 5,084 na venda. O valor equivale a uma baixa de 1,87%, enquanto a queda de março foi de 2,37% em relação ao real.

A moeda começou cair na segunda-feira (12), após o início da sequência de altas. A cotação mais baixa da moeda norte-americana no último mês foi de R$ 4,91, valor em que fechou no dia 24 de junho.

Enquanto isso, o Ibovespa fechou em alta pelo terceiro dia consecutivo, com 128.406,51 pontos e já soma um ganho semanal de 2,37%, ultrapassando a baixa de 1,72 registrada na semana anterior.

A inflação norte-americana apresentou um salto em junho, e o dólar perdeu valor em vários países do mundo nesta quarta, enquanto moedas como o peso mexicano, a lira turca e o rand sul-africano apresentaram grandes altas.

Para o presidente do Banco Central Americano (FED), a inflação recente é temporária, mas ele admitiu que o FED encontra dificuldade em distinguir quanto da inflação é transitório e quanto dela é permanente.

Leia também1 Ministério eleva previsão de crescimento econômico para 5,3% em 2021
2 'Críticos da privatização não têm noção do que falam', diz Guedes
3 5 ex-ministros da Defesa apoiam PEC contra militares no governo
4 DJ Ivis é preso após agressões contra ex-mulher
5 Havan prevê abertura de 10 megalojas ainda em 2021

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.