Leia também:
X EUA elogiam Brasil por anúncio sobre redução de emissões

Petrobras afirma que ‘não antecipa decisões de reajuste’

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro disse que empresa promoveria reajustes nos preços dos combustíveis em 20 dias

Henrique Gimenes - 01/11/2021 17h37 | atualizado em 01/11/2021 17h57

Petrobras afirma que “não antecipa decisões de reajuste” Foto: Agência Petrobras

Nesta segunda-feira (1º), após o presidente Jair Bolsonaro afirmar que a Petrobras deve promover um novo novo reajuste nos preços dos combustíveis dentro de 20 dias, a empresa se manifestou. Em um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Petrobras afirmou que “não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”.

Mais cedo, Bolsonaro chegou a dizer que seria uma semana de “jogo pesado” contra a Petrobras devido aos aumentos dos preços dos combustíveis.

– Essa semana vai ser um jogo pesado com a Petrobras, porque eu indico o presidente. Quer dizer, tem que passar pelo conselho. Não fui eu quem indicou, passa pelo conselho. E tudo de ruim que acontece lá cai no meu colo. O que é de bom não cai nada em meu colo […] Uma notícia que eu dou a vocês: eu tenho pressa. A Petrobras vai anunciar, eu sei extraoficialmente, novo reajuste daqui a uns 20 dias. Isso não pode acontecer – apontou.

Sobre os reajustes nos preços dos combustíveis, a Petrobras esclareceu que eles “são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes”. Explicou ainda que está compromissada com a “prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

Leia a íntegra do comunicado:

Petrobras sobre notícias veiculadas na mídia

A Petrobras, em relação às notícias veiculadas na mídia a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, esclarece que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes.

A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais.

A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado.

Para conferir transparência à sua gestão comercial, a Petrobras anuncia os ajustes de preços a seus clientes por meio do site Canal Cliente (www.canalcliente.com.br) e, aos demais públicos de interesse, por meio do site www.agenciapetrobras.com.br.

Em atendimento à Resolução 795/2019 da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a Companhia também divulga a tabela de preços atualizada por localidade e modalidade de venda em seu site www.petrobras.com.br.

A Companhia esclarece, ainda, que a influência do movimento do mercado internacional de petróleo e da taxa de câmbio nos preços de seus produtos é constantemente analisada pelos participantes do mercado e noticiada pela imprensa. Além disso, no anúncio de reajuste de preços de diesel e gasolina, realizado no dia 25/10/2021 através de comunicado à imprensa, a Petrobras informou que os ajustes refletiam parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo e da taxa de câmbio.

O comunicado pode ser visto aqui.

Leia também1 Jair Bolsonaro diz que Petrobras fará novo reajuste em 20 dias
2 Bolsonaro diz que Lula o acusa de genocídio, pois é 'oportunista'
3 Arthur Lira elogia decisão de estados de congelar o ICMS
4 Petrobras fecha com lucro de R$ 31,14 bilhões no 3º trimestre
5 Bolsonaro fala em mudar a política de preços da Petrobras

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.