Ministério suspende venda de seis marcas de azeite

Após fiscalização, órgão encontrou produtos fraudados e impróprios ao consumo

Pleno.News - 08/07/2019 14h30

Ministério da Agricultura proibiu venda de seis marcas de azeite Foto: Pixabay

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento proibiu a venda no Brasil de seis marcas de azeite de oliva. Após uma fiscalização, o órgão encontrou produtos fraudados e impróprios ao consumo.

As marcas Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto devem ter os itens recolhidos de todos os supermercados do Brasil até a próxima segunda-feira (15).

Em caso de descumprimento da medida, os comerciantes serão advertidos e posteriormente denunciados ao Ministério Público Federal. A partir daí, eles podem responder criminalmente. Também existe a possibilidade de aplicação de multas de R$ 5 mil por ocorrência com acréscimo de 400% sobre o valor comercial dos azeites.

– Atualmente, o azeite de oliva é o segundo produto alimentar mais fraudado do mundo, perdendo apenas para o pescado – conta o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov) do Ministério, Glauco Bertoldo, ao jornal O Dia.

LEIA TAMBÉM+ Veja como regularizar o título de eleitor e fazer biometria
+ Blitz de vistoria do Detran não vai mais apreender carros
+ Exigência da placa Mercosul é adiada para janeiro de 2020


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo