Leia também:
X “Milton Ribeiro usou o nome de Bolsonaro sem consentimento”

FUP convoca protesto contra Paes de Andrade na Petrobras

Federação aponta que o indicado do governo não atende aos requisitos exigidos na Lei das Estatais

Pleno.News - 25/06/2022 20h20 | atualizado em 27/06/2022 11h14

FUP convoca protesto contra indicação de Paes de Andrade à Petrobras Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) convocou, para segunda-feira (27), às 10h, um protesto contra a indicação de Caio Paes de Andrade à presidência da Petrobras. O ato vai acontecer na porta do Edifício Senado, atual prédio da empresa.

No mesmo dia, o Conselho de Administração da Petrobras deve votar para confirmar ou não Paes de Andrade no cargo. Ele recebeu o aval do Comitê de Elegibilidade (Celeg) e a tendência é que assuma o comando da empresa.

Os petroleiros argumentam que Paes de Andrade não atende aos requisitos, exigidos na Lei das Estatais e acolhidos pela governança da Petrobras, para chefiar a empresa. Ele é formado em Comunicação Social com pós-graduação em administração e, aponta a FUP, não tem experiência executiva ou formação acadêmica relacionada ao setor de petróleo e gás.

Mesmo assim, Paes de Andrade foi avalizado pelo Celeg, que recomendou aprová-lo ao cargo em meio à forte pressão do governo federal.

Atual secretário de desburocratização do Ministério da Economia, ele foi indicado pela União no início do mês, mas sofreu resistência de alguns conselheiros da estatal.

– Bolsonaro faz nova troca na presidência da Petrobras pela terceira vez só este ano, num ato desesperador para fingir que está tentando baixar o preço dos combustíveis – diz a nota da FUP sobre o protesto.

Segundo os petroleiros, trocar o presidente da Petrobrás sem alterar a política de preço é “cortina de fumaça e malabarismo midiático eleitoreiro”.

– É necessário um real debate sobre a formação do preço dos combustíveis, investimento nas refinarias, reversão das privatizações e novos editais de contratação para petroleiros para aumentar a produção nacional e conquistar a autossuficiência em combustíveis fósseis – continuou a FUP em nota.

Após a renúncia do ex-presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, que também tinha uma cadeira no Conselho de Administração, dez conselheiros estão aptos para deliberar sobre a indicação de Paes de Andrade nesta segunda: cinco são indicados pela União, quatro foram eleitos por acionistas minoritários e um foi indicado pelos empregados da estatal.

O governo, portanto, vai precisar de pelo menos um voto para além dos seus indicados para confirmar o atual secretário de Desburocratização no comando da Petrobras.

*AE

Leia também1 Comitê da Petrobras aprova Paes de Andrade para a Presidência
2 Mendonça dá mais prazo para a Petrobras explicar reajustes
3 Reajustes: MP apura suspeita de improbidade na Petrobras
4 Lula critica CPI da Petrobras: "Deveria fazer sobre Bolsonaro"
5 Petrobras pede a Mendonça mais tempo para explicar reajuste

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.