Leia também:
X Para a Justiça, nome ‘Vasco’ em criança não é vexatório

Estados congelam ICMS, e Eduardo critica: ‘Quero ver zerar antes’

Deputado falou sobre a medida tomada pelos governadores e afirmou que o imposto sobre os combustíveis foi aumentado

Henrique Gimenes - 29/10/2021 15h45 | atualizado em 29/10/2021 16h59

Eduardo Bolsonaro critica estados por não zerarem ICMS antes de imposto ser congelado Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nesta sexta-feira (29), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou a decisão dos estados de congelarem o ICMS dos combustíveis por 90 dias. Para o parlamentar, os governos estaduais deveriam ter zerado o imposto antes do congelamento.

A decisão de congelar os impostos sobre os combustíveis foi tomada nesta sexta após uma reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). A medida terá validade por 90 dias e tem por objetivo “colaborar com a manutenção dos preços nos valores vigentes em 1º de novembro de 2021 até 31 de janeiro de 2022”.

Ao falar sobre a situação, Eduardo Bolsonaro lembrou que o governo zerou os impostos federais sobre os combustíveis.

– Presidente Bolsonaro zera imposto federal de combustíveis. Muitos governadores aumentam o imposto estadual (ICMS) e culpam o PR [presidente] pela alta nos combustíveis. Agora, após aumentarem o ICMS, governadores congelam o imposto sobre combustíveis. Quero ver zerar e só depois congelar – apontou.

Leia também1 Jefferson diz que Jair Bolsonaro "não recolhe seus feridos"
2 STF rejeita "plano B" da cúpula da CPI para julgar Bolsonaro
3 Mourão: Jogariam 'pedra' em Bolsonaro caso ele fosse à COP26
4 Alcolumbre nega 'rachadinhas' e fala em campanha difamatória
5 Vereador desmente O Globo após jornal falar em "vitória" de Xuxa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.