Leia também:
X Mansueto Almeida, secretário do Tesouro, deixará o governo

“Cumpriu sua missão”, afirma Paulo Guedes sobre Mansueto

Ministro elogiou trabalho do secretário do Tesouro e disse que ele atuou "brilhantemente"

Paulo Moura - 15/06/2020 09h23 | atualizado em 15/06/2020 09h57

Ministro Paulo Guedes Foto: Estadão Conteúdo/Edu Chaves

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou a decisão do secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, de deixar o governo federal. Em fala concedida ainda na noite de domingo (14) ao portal O Antagonista, Guedes elogiou o colega e disse que ele permaneceu um ano a mais do que estava previsto.

– Quando ele decidiu permanecer no governo Bolsonaro, disse que era uma coisa provisória e que desejava atuar no mercado privado. Ele acabou ficando até agora, pois eu queria que ele pudesse colher o fruto do trabalho com o Pacto Federativo – afirmou Guedes.

Guedes também afirmou que Mansueto agora terá que cumprir uma “quarentena” de seis meses antes de se dedicar ao trabalho na atividade privada. A saída, segundo o ministro, foi combinada para acontecer no mês de agosto para que o atual secretário do Tesouro possa iniciar 2021 em uma nova posição.

– O coronavírus explodiu o pacto, mudou tudo e teremos que nos concentrar na agenda da retomada, com o Renda Brasil, o Plano Verde Amarelo e o marco regulatório do Saneamento. Mansueto cumpriu sua missão brilhantemente – completou Guedes.

Leia também1 Mansueto Almeida, secretário do Tesouro, deixará o governo
2 Renda Brasil deve promover revisão em outros benefícios
3 Guedes diz que auxílio evitou "quebra-quebra" no Brasil
4 Guedes confirma prorrogação do auxílio e Renda Brasil
5 Bolsa Família vai virar 'Renda Brasil' e incluir informais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.