Leia também:
X Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

CSN acerta compra do Grupo Holcim no Brasil por R$ 5 bilhões

Acordo levará a companhia a se tornar a terceira maior entre as cimenteiras no país

Thamirys Andrade - 10/09/2021 12h15 | atualizado em 10/09/2021 12h42

CSN companhia siderurgica nacional
Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, da CSN Foto: Divulgação

Em comunicado nesta sexta-feira (10), a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou a compra de 100% dos ativos da Holcim no país pelo valor de 1,025 bilhão de dólares (cerca de R$ 5,359 bilhões). O acordo possibilitará que a CSN suba para o terceiro lugar no ranking de cimenteiras no Brasil.

A transação também viabilizará que a CNS Cimento aumente em 10,3 milhões de toneladas a sua capacidade produtiva, que atualmente é de 6 milhões de toneladas. O acordo firmado inclui cinco fábricas de cimento, quatro estações de trituração, seis centros especializados em grânulos e 19 em concreto.

– São esperadas relevantes sinergias operacionais, logísticas, de gestão e comerciais, com espaço para evolução de mix de produtos e expansão da base de clientes – diz a nota da empresa.

Esta é a segunda aquisição em menos de quatro meses da CSN Cimentos, que, em junho, comprou a cimenteira Elizabeth por mais de R$ 1 bilhão. A empresa visa a uma estratégia de expansão, a fim de demonstrar a “capacidade de assumir papel de destaque no setor”.

A multinacional Holcim anunciou em abril que deixaria o Brasil, seguindo a mesma decisão da Ford e da Audi. O grupo operava em nove estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte e Goiás.

Leia também1 Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde
2 Reforma do IR não trará perda a estados e municípios, diz Lira
3 Bolsonaro 'honra' promessa e vai ao STF por ICMS de combustíveis
4 INSS: Bolsonaro veta suspensão de prova de vida até o fim do ano
5 PIX Saque e PIX Troco já estarão disponíveis este mês. Entenda!

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.