Leia também:
X “A PEC dos combustíveis será entregue na próxima semana”

Contas do governo fecham 2021 com menor rombo desde 2014

Apesar de ainda estarem sendo impactadas pela pandemia, contas públicas tiveram resultado satisfatório

Paulo Moura - 30/01/2022 10h52 | atualizado em 30/01/2022 10h53

dinheiro
Contas públicas fecharam 2021 com resultado satisfatório Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.

Apesar de ainda estarem sendo impactadas pelos gastos para combater a pandemia de Covid-19, as contas do governo federal registraram, em 2021, um déficit primário de R$ 35,073 bilhões. O valor é o mais baixo desde 2014 e 95% menor que o rombo de R$ 743 bilhões registrado em 2020, ano que foi o mais impactado pela pandemia.

Os dados, que foram divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), fazem parte do chamado resultado primário do Governo Central e incluem as contas do Tesouro Nacional, do Banco Central e da Previdência Social, excluídas as despesas com juros.

Apesar do resultado ter sido deficitário no ano passado, o total ficou dentro da meta fiscal de R$ 247,118 bilhões, determinada pela Lei Orçamentária Anual de 2021. Em uma transmissão ao vivo feita na sexta-feira (28), o ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou que o resultado foi “extraordinário”.

– O que temos agora é um resultado extraordinário de um déficit primário de 0,4% do PIB, R$ 35 bilhões apenas – ressaltou.

O chamado déficit ocorre quando as receitas do governo não são suficientes para cobrir as despesas públicas do período. O que ocorreu em 2021 foi que, apesar de a arrecadação federal ter registrado recordes mensais desde maio, os resultados não conseguiram ser suficientes para que as contas públicas encerrassem o ano no positivo.

Leia também1 Lula diz que quem não se vacina deve "se trancar dentro de casa"
2 Deslizamento de terra em São Paulo deixa três pessoas mortas
3 "Lula de 2022 é bem pior que o de 2002", afirma Ciro Nogueira
4 Flávio Bolsonaro presta solidariedade à família de Tiago Leifert
5 Bolsonaro irá anular revogações de 122 decretos de luto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.