Leia também:
X Embraer recebe encomenda de mais 50 “carros voadores”

Cliente da Caixa poderá pausar financiamento ou adiar parcelas

Banco anunciou flexibilizações no pagamento do crédito imobiliário

Pleno.News - 07/06/2021 15h53 | atualizado em 07/06/2021 16h07

Os pedidos devem ser feitos pelo aplicativo Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A Caixa Econômica Federal anunciou na manhã desta segunda-feira (7) uma nova rodada de flexibilizações no pagamento do crédito imobiliário (ramo no qual é líder no Brasil), em meio à pandemia de Covid-19. Para aqueles que recebem auxílio emergencial ou seguro desemprego, o banco público vai oferecer uma pausa no pagamento das prestações de até seis meses, informou o presidente do conglomerado, Pedro Guimarães.

– Conversando com os clientes, decidimos oferecer uma pausa de até seis meses para quem recebe auxílio emergencial e seguro desemprego – evidenciou o executivo durante uma live do banco.

Para o público em geral, a Caixa vai oferecer, conforme Guimarães, o pagamento parcial da prestação do crédito imobiliário. Será uma redução de até 25% da parcela por até seis meses; de 25% a 74,99% na prestação por até três meses ou uma diminuição de mais de 75% para aqueles que comprovarem perda de renda, casos estes que passarão pelo crivo do banco público.

Os pedidos de pausa e redução das parcelas do crédito imobiliário devem ser feitos, de acordo com Guimarães, pelo aplicativo do banco público.

MAIO
A Caixa Econômica Federal detinha uma carteira de crédito imobiliário da ordem de R$ 523 bilhões até maio último, um aumento de 9,1% em relação aos cinco primeiros meses do ano passado, conforme Guimarães.

Conhecido como o banco da habitação, a instituição somou 5,76 milhões de contratos de financiamento da casa própria no período, aumento de 5,4%, na mesma base de comparação. Tal desempenho credita à caixa 68% de market share no mercado imobiliário brasileiro.

– Temos R$ 52,4 bilhões em crédito imobiliário contratado até maio, um crescimento de 41,4% em relação aos cinco primeiros meses do ano passado. Vamos superar a contratação de 2020, que já foi um ano recorde. […] É um segmento de crédito imobiliário foco da Caixa e que explica nosso lucro recorde no ano – disse Guimarães.

Ao comentar os números do crédito imobiliário, o presidente da Caixa reafirmou o compromisso de abrir 130 novas agências até dezembro de 2021. Nesta segunda-feira, ele está na Bahia para a abertura de uma nova unidade, a segunda em quatro dias.

*Estadão

Leia também1 Bolsonaro: 'TCU questiona 50% de mortes por Covid em 2020'
2 Ministro Ricardo Salles entrega o celular à Polícia Federal
3 Bolsonaro sobre Manaus: 'Queria saber cadê Aziz e Eduardo Braga'
4 Osmar Terra: Fake news fez audiência pública virar "secreta"
5 Apolinho sobre Tite: Se não quer, passa no RH e vai embora

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.