Leia também:
X TSE nega resposta a Alckmin por propaganda de Bolsonaro

Candidata do PSTU propõe estatização de 100 empresas

Vera Lucia falou de medidas para combater a desigualdade social

Pleno.News - 21/09/2022 08h34 | atualizado em 21/09/2022 12h30

Vera Lúcia, candidata à presidência pelo PSTU Foto: Reprodução/SBT

Em campanha em Aracaju, capital de Sergipe, na última segunda-feira (19), a candidata do PSTU à presidência da República, Vera Lucia, propôs medidas para combater a fome e a desigualdade social no país. Entre as propostas, ela citou a estatização das 100 maiores empresas do país.

– Hoje, o que é produzido pela classe trabalhadora é apropriado por um pequeno conjunto de grandes empresas que controlam tanto a produção quanto à distribuição. São grandes monopólios que dominam a economia, não para atender as necessidades da população, mas para seus próprios lucros – disse.

A candidata defendeu ainda a criação de um imposto progressivo, com isenção dos trabalhadores que ganhem até dez salários-mínimos.

– A classe trabalhadora produz tudo o que existe: do lucro roubado pelos padrões até o imposto que ele paga e, na maioria das vezes, sonega. Para piorar, a desatualização da tabela do Imposto de Renda vem aprofundando a já desigual estrutura tributária – falou.

Vera também propôs o fim das isenções tributárias às grandes empresas e a realização da reforma agrária.

– Vamos garantir que as melhores terras sejam destinadas à alimentação do nosso povo e não para lucro de latifundiários.

A agenda da candidata do PSTU teve, além da visita à capital sergipana, entrevistas online para a TV Diamantina (MG) e ao canal Jovens Cronistas.

*Agência Brasil

Leia também1 TSE nega resposta a Alckmin por propaganda de Bolsonaro
2 Deputado esquece câmera ligada e aparece sem calças em sessão na PB
3 Candidato do PSOL critica a Bíblia e promove a maconha
4 Guedes pede aos brasileiros que "não mergulhem no passado"
5 Soraya diz a Lula: "Não ir a um debate é sinônimo de covardia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.