Leia também:
X Receita vai regularizar CPFs com pendência eleitoral

Caixa dá 6 meses de carência para novos financiamentos

Banco está promovendo ações para reduzir impactos da pandemia de coronavírus

Pleno.News - 09/04/2020 14h32

Caixa ampliou medidas para reduzir impactos do coronavírus Foto: Reprodução

A Caixa anunciou nesta quinta-feira (9) uma nova rodada de medidas de estímulo à construção civil. Pessoas físicas que adquirirem novos contratos de financiamento imobiliário, a partir da próxima segunda-feira (13), terão um período de carência de seis meses para iniciar os pagamentos.

Através das redes sociais, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que os contratos imobiliários antigos de pessoas físicas permanecem com prazo de suspensão de até 3 meses para o pagamento das prestações. De acordo com ele, porém, esse prazo pode ser esticado caso a crise se agrave.

– Há um compromisso nosso que, se houver uma crise mais forte, nós avaliaremos estender para quatro meses [o prazo de suspensão de pagamento] – declarou.

O conjunto de ações, segundo o banco, vai injetar aproximadamente R$ 43 bilhões na economia. O objetivo é minimizar os impactos econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

Os clientes que usam financiamento da Caixa para construção de imóvel poderão antecipar o recebimento de recurso em até dois meses, sem necessidade de vistoria.

Haverá ainda autorização para que empresas antecipem até 20% dos recursos a receber em financiamentos à produção para obras ainda não iniciadas. Empreendimentos que já começaram poderão contar com antecipação de três meses dos recursos, limitado a 10% do valor do financiamento.

Contratos com atraso entre dois e seis meses também poderão ser renegociados, com autorização para pausa ou pagamento parcial das prestações.

Todas as novas regras começam a valer na próxima segunda-feira (13).

*Folhapress

Leia também1 Receita vai regularizar CPFs com pendência eleitoral
2 Coronavírus: Em dois dias, 27 milhões solicitam auxílio
3 Cientistas alertam para dados 'tendenciosos' sobre Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.