Leia também:
X Lula está brincando ou vive em Nárnia, diz Rogério Marinho

Bolsonaro quis zerar imposto de importação até 100 dólares

Ele também dobrou o valor de compras em free shop para mil dólares

Marcos Melo - 15/04/2023 21h44 | atualizado em 17/04/2023 16h32

Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

Em 2022, o governo Jair Bolsonaro (PL), por meio da Secretaria de Comércio Exterior e da Receita Federal buscaram ampliar de 50 para 100 dólares o limite de compras com isenção de imposto sobre importação em remessas entre pessoas físicas.

A estratégia do Ministério da Economia, regido por Paulo Guedes, era exatamente o contrário da medida adotada pelo governo Lula (PT), que optou por taxar em 60% as compras vindas de fora. A taxação imposta pelo governo petista beneficia empresários brasileiros e causa prejuízo, principalmente, aos consumidores de famosas lojas virtuais como Shein, Shopee e AliExpress.

Com o fim do mandato de Bolsonaro, que acabou não se reelegendo, a proposta em favor da população não avançou. Mas o ex-chefe do Executivo conseguiu ampliar o limite para compras nas lojas free shop de 500 para mil dólares, já em 2019.

Leia também1 Shein e Shopee esclarecem que imposto é pago pelos clientes
2 Bolsonaro critica Lula por taxar o povo por "interesses escusos"
3 Dono da Riachuelo comemora taxação de compras da China
4 Daniela Lima reage à taxação sobre produtos Shein: "Passada"
5 Saiba quão mais caros ficarão os produtos da Shein com taxação

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.