CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Bolsonaro: Antifas são “idiotas que não servem para nada”

Auxílio: Bolsonaro fala sobre pagamento de novas parcelas

Presidente deu declarações durante sua live semanal

Pleno.News - 04/06/2020 21h41 | atualizado em 04/06/2020 21h51

Bolsonaro diz já ter acertado pagamento de duas novas parcelas de auxílio emergencial Foto: PR/Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, na noite desta quinta-feira (4), que já definiu com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que o governo pagará duas novas parcelas do auxílio emergencial.

Até o início da semana, a extensão do socorro era tratada como uma possibilidade. O valor das novas parcelas ainda não foi anunciado, embora já se saiba que será menor que os atuais R$ 600.

– Vai ter, também acertado com o Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir aí partindo exatamente para um fim. Porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta isso aí. O Estado, não, o contribuinte brasileiro não aguenta isso aí – disse Bolsonaro, em sua live semanal.

Na terça-feira (2), o presidente havia dito que estava “quase certo” que haveria duas novas parcelas do auxílio emergencial para trabalhadores informais afetados pela crise econômica da Covid-19.

Inicialmente, o socorro se daria em três parcelas de R$ 600, a última, agora em junho.

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, havia informado na semana passada que o auxílio provavelmente seria prorrogado. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já disse querer um valor de R$ 200.

*Folhapress

– Live da Semana com o PR Jair Bolsonaro (04/06/2020) – Parte 1. Nos acompanhe ao vivo no YouTube, diante das péssimas e estranhas condições de interferências nos vídeos do Facebook: https://youtu.be/rSO0DszwUbA

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Thursday, June 4, 2020

Leia também1 Governo deve prorrogar o auxílio em duas parcelas
2 Em dois meses, 107 milhões de pessoas pediram auxílio
3 Alerj aprova proibição de descontos bancários do auxílio
4 Auxílio: 1ª parcela ainda pode ser paga semana que vem
5 Quem ficar desempregado até 3 de julho pode pedir o auxílio

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo