Leia também:
X Deputado quer CPI para investigar óleo no Nordeste

Bolsonaro comenta interesse da Ucrânia em aviões do Brasil

"Presidente ucraniano tem interesse em comprar aviões Super Tucano", revelou mandatário brasileiro

Ana Luiza Menezes - 23/10/2019 20h40 | atualizado em 23/10/2019 20h51

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

Na noite desta quarta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para comentar o interesse da Ucrânia em aeronaves brasileiras.

– Ucrânia quer aviões militares do Brasil. Presidente ucraniano tem interesse em comprar aviões Super Tucano. O Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, avaliou a possibilidade de os ucranianos adquirirem a aeronave KC-390, cargueiro militar fabricado no Brasil – escreveu o mandatário.

Em seguida, Bolsonaro se mostrou otimista quanto ao futuro do país.

– O nível das conversas desconstrói tudo que tentam macular ao Brasil. Vamos ganhando a confiança de outros países e mostrando um Brasil confiável e querendo desenvolver negócios sem amarras ideológicas, coisa exclusiva no passado. Vamos virando o jogo – declarou.

KC-390 é o novo cargueiro militar produzido pela Embraer a pedido da FAB Foto: Divulgação

Na terça-feira, o chefe do Executivo conversou com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy. Durante o diálogo, esteve em pauta a compra dos aviões. O relato, feito por Araújo, foi citado pelo jornal Valor Econômico.

Bolsonaro e Zelenskiy tiveram um encontro de 30 minutos, em Tóquio, no Japão, onde os dois participaram da cerimônia de entronização do imperador Naruhito.

O KC-390 é o novo cargueiro militar produzido pela Embraer a pedido da FAB, que tem encomenda de 28 aviões do modelo. Ele é mais rápido, mais moderno e leva mais carga que o Hercules.

Leia também1 Dólar recua após a aprovação da reforma da Previdência
2 Marinha abre inscrições para seleção em todo o Brasil
3 Bolsonaro celebra aprovação da reforma da Previdência

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.