Leia também:
X Políticos e amigos lamentam a morte do senador Major Olímpio

Bolsonaro cancela ato simbólico de novo auxílio após morte de Olímpio

Senador morreu nesta quinta-feira após complicações da Covid-19

Gabriela Doria - 18/03/2021 16h51 | atualizado em 18/03/2021 17h28

Presidente Jair Bolsonaro assinou MPs pelo retorno do auxílio emergencial Foto: PR/Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro cancelou o ato simbólico em celebração ao novo auxílio emergencial, marcado para esta quinta-feira (18), após a notícia da morte cerebral do senador Major Olímpio. O parlamentar estava internado com Covid-19.

Jair Bolsonaro pretendia entregar pessoalmente, no Congresso Nacional, as medidas provisórias que havia assinado pelo retorno do auxílio emergencial.

O documento assinado por Bolsonaro prevê a distribuição de quatro parcelas que terão valores entre R$ 150 e R$ 375. Cerca de 46 milhões de brasileiros serão contemplados com a nova rodada. O pagamento está previsto para começar em abril.

O governo já indicou que a maior parte dos beneficiários, cerca de 20 milhões de pessoas, 43% do total, receberão a parcela mínima do benefício, de R$ 150, por ser apenas uma pessoa. Outras 16,7 milhões de famílias receberão o valor intermediário, de R$ 250, porque têm mais de um integrante em seu núcleo. Já a cota máxima, de R$ 375, será pega a 9,3 milhões de mulheres, que são as únicas provedoras de suas famílias.

Leia também1 Queiroga quer "distanciamento social inteligente" contra a Covid

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.