Leia também:
X MP de vacinas: Bolsonaro ouvirá ministros antes de mudanças

BC: Lira se reunirá com Guedes e Campos Neto por autonomia

Medida é uma das prioridades da extensa agenda econômica acertada entre o ministro da Economia e o presidente da Câmara

Pleno.News - 07/02/2021 13h38

Sede do Banco Central em Brasília Foto: Divulgação

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse em seu perfil no Twitter que irá se reunir nesta segunda-feira (8) com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, para tratar do projeto de autonomia do BC.

Menos de uma semana após ter sido indicado como novo relator do projeto, o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) informou também pela rede social que já entregou à Câmara um parecer favorável à aprovação do texto. O parlamentar também irá participar do encontro, que ainda não teve o horário confirmado.

Aprovada pelo Senado no ano passado, a autonomia operacional do BC – com mandatos fixos de quatro anos para o presidente e os diretores da instituição – é uma das prioridades da extensa agenda econômica acertada entre Guedes e Lira.

O texto já votado pelos senadores mantém a estabilidade de preços como objetivo central do Banco Central. A proposta inclui ainda duas novas metas acessórias, sem prejuízo à principal: suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e fomentar o pleno emprego no País. O governo concordou com a redação da proposta do Senado, apesar de o BC ser historicamente contrário a ampliar o escopo da atuação.

*Estadão

Leia também1 Arthur Lira exonera quase 500 comissionados de uma vez
2 Paes sugere a Rodrigo Maia que se acalme e coma sorvete
3 Gilmar sugere que o judiciário também governa o país
4 Guedes e Lira dizem que agenda para votar reformas está pronta
5 Lira e Pacheco querem votar reforma tributária até outubro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.