Leia também:
X IBGE recebe aval para contratar 209 mil temporários para Censo

Auxílio Emergencial reduziu pobreza em 2020, afirma IBGE

Análise apresentada pelo instituto apontou que porcentagem da população em extrema pobreza também diminuiu

Paulo Moura - 03/12/2021 15h04 | atualizado em 04/12/2021 15h09

Auxílio emergencial Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr

Um relatório publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (3) apontou que o Auxílio Emergencial, programa de transferência de renda instituído pelo governo federal durante a pandemia de Covid-19, ajudou a reduzir a porcentagem da população pobre no Brasil em 2020, na comparação com 2019.

De acordo com os dados divulgados pelo instituto, 24,1% da população brasileira era pobre em 2020, considerando as linhas de pobreza do Banco Mundial (5,50 dólares por dia per capita, ou R$ 450 por mês) frente a 25,9%, em 2019. Sem os benefícios dos programas sociais, a proporção de pessoas na pobreza teria ficado em 32,1% em 2020 e em 28,2% em 2019.

Os números, que constam na Síntese de Indicadores Sociais 2021, mostraram um efeito expressivo do programa também na porcentagem de pessoas em estado de pobreza extrema- que, pela classificação do Banco Mundial, considera quem vive com menos de 1,90 dólar por dia, algo próximo a R$ 155 por mês, per capita. A proporção da população nessa condição caiu de 6,8% para 5,7%.

– Sem os benefícios dos programas sociais, a gente teria indicadores de pobreza muito mais elevados. A pobreza teria atingido quase um terço da população brasileira e a extrema pobreza chegaria a quase 13% – disse a analista do IBGE Barbara Cobo Soares.

Barbara ressaltou ainda que o aumento da quantia paga pelo governo, que era de R$ 200 no valor médio do Bolsa Família e foi para R$ 600 no Auxílio Emergencial, representou um impacto no rendimento das famílias, resultando assim na redução do percentual da população pobre ou em extrema pobreza no país.

– O valor médio do Bolsa Família antes da pandemia não passava de R$ 200. Quando você passa para um Auxílio Emergencial de R$ 600, isso tem impacto no rendimento dessas famílias. Então, tem uma redução da pobreza e da pobreza extrema. Mas também tem o valor do Auxílio Emergencial como substituto da renda do trabalho perdido – completou.

Leia também1 Jair Bolsonaro reafirma que não tomará vacina: 'Deixa eu morrer'
2 Vale-gás é de R$ 52 e começa a ser pago a partir deste mês
3 Homem usa braço falso para tentar se vacinar contra a Covid
4 Professor assedia aluna pelo WhatsApp: 'Vou te arregaçar'
5 Malafaia: "Não adianta chorar! Temos um pastor no STF"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.