CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Globo “bancará” Amor & Sexo para retornar no 2º semestre

Apresentadores da Globo não farão campanha do governo

Emissora proíbe que funcionários participem de merchandising federais

Camille Dornelles - 10/05/2019 09h41 | atualizado em 10/05/2019 12h06

Apresentadores da Rede Globo não podem participar de campanhas do governo federal Foto: Reprodução

Apresentadores da Rede Globo não entraram na campanha do governo federal para promover a reforma da Previdência nas emissoras de televisão aberta. O projeto anunciado pela Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) terá a participação das outras líderes de audiência: SBT, Record, RedeTV! e Band.

A ideia da campanha é que os próprios funcionários das emissoras falem sobre o projeto econômico. A exclusão da Globo se dá por uma regra interna. A companhia proíbe que seus apresentadores e jornalistas participem de campanhas do governo federal.

Mesmo assim, ela irá veicular a propaganda criada durante os intervalos comerciais.

Nas outras emissoras, já foram escolhidos os participantes: Milton Neves e Datena, da Band; Luciana Gimenez, da RedeTV!; Ratinho, do SBT e Rodrigo Faro, Ana Hickmann e Renata Alves, da Record.

A Secom chegou a publicar uma nota na quarta-feira (8) explicando que não excluiu a Rede Globo do projeto. Também esclareceu que o valor da campanha, de R$ 40 milhões, é considerado dentro dos padrões para uma veiculação de abrangência nacional.

Leia também1 Frota coordenará comissão da reforma da Previdência
2 Guedes na Câmara: "Após seis horas a baixaria começa, né?"
3 Jair Bolsonaro concede entrevista a Luciana Gimenez


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo