Vídeo de incêndio em aldeia não foi filmado na Amazônia

Desabafo de índia viralizou nas redes sociais e comoveu internautas

Pleno.News - 26/08/2019 09h54

Incêndio em aldeia não aconteceu na Amazônia Foto: Reprodução

O vídeo de uma índia mostrando um incêndio em uma área de reserva ambiental tem circulado na internet nos últimos dias. Nas imagens, ela diz que baderneiros atearam fogo na aldeia e avisa que os integrantes da tribo irão fechar a pista em protesto.

Não demorou muito para que o vídeo fosse associado às queimas na Amazônia e servisse para confirmar as suspeitas do presidente Jair Bolsonaro de que ONGs seriam as responsáveis pelo incêndio na região. Entretanto, o vídeo não tem relação com os últimos acontecimentos.

Na verdade, o registro foi feito no dia 6 de julho de 2019, na aldeia indígena Naô Xohã, da etnia Pataxó hã-hã-hãe. A aldeia está situada em uma reserva ambiental às margens do rio Paraopeba, em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O local corresponde a uma região da Mata Atlântica.

A Naô Xohã contava com 18 famílias que foram prejudicadas pelo rompimento da barragem em Brumadinho. A aldeia ficava a apenas 22 km de distância do local do acidente. O rio Paraopeba foi atingido pela lama de rejeitos e era de lá que os índios tiravam a água para uso.

A mulher que aparece no vídeo é a esposa e porta-voz do cacique da aldeia, Celia Ãngohó. Ela acredita que o fogo foi criminoso porque uma garrafa plástica com cheiro de combustível foi encontrada no local após o Corpo de Bombeiros controlar as chamas.

Alguns indígenas relataram a presença de pessoas desconhecidas rondando a aldeia, efetuado disparos de arma de fogo e provocado um incêndio na mata. A Polícia Federal registrou um inquérito, mas o caso ainda não foi concluído.

LEIA TAMBÉM+ O que se sabe até agora sobre os incêndios na Amazônia
+ Bolsonaro diz que queimadas podem ser retaliação de ONGs
+ Israel oferece ajuda ao Brasil para combater queimadas


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo