Sargento da FAB não foi preso após novas regras do governo

Notícia afirma que mudanças feitas por Bolsonaro acarretaram a revista de sua bagagem

Pleno.News - 03/07/2019 11h09

Sargento Manoel da Silva Rodrigues Foto: Reprodução

É incorreta uma notícia que afirma que o Itamaraty liberou só agora a revista de bagagens de comitiva presidencial e tripulantes. A informação falsa circula nas redes sociais e atribui ao governo Bolsonaro a quebra da “inviolabilidade de bagagens diplomáticas nas comitivas presidenciais”.

Em nota oficial, o Itamaraty afirmou que não há mudança nas regras dessas comitivas desde 1965, quando foram estipuladas. Elas mantêm a imunidade dos pertences diplomáticos. No entanto, o órgão esclareceu que “bagagens pessoais de tripulantes e funcionários do governo brasileiro em aeronaves oficiais não são malas diplomáticas”.

Assim, não procede a informação de que o sargento foi preso na Espanha após mudanças nas regras pelo atual governo.

– Tripulantes e funcionários do governo brasileiro em aeronaves oficiais não gozam, nem nunca gozaram, de status diplomático. O simples fato de ser tripulante/passageiro de aeronave oficial não lhe confere esse status. Sua bagagem, portanto, nunca teve qualquer imunidade, podendo ser inspecionada em qualquer momento – completou o Itamaraty.

LEIA TAMBÉM+ Foto mostra cocaína levada por militar brasileiro
+ Brasil enviará equipe para interrogar sargento preso
+ Bolsonaro sobre militar preso: Pena que não foi na Indonésia


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo