CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Universal não vende copo com água ungida por Moisés

Fake! Notícia falsa acusa doce turco de causar paralisia

Vídeo foi criado no Oriente Médio e modificado para ser compartilhado em outros países

Camille Dornelles - 30/12/2019 09h15 | atualizado em 30/12/2019 09h31

Doce turco não causa paralisia Foto: Reprodução

Há dois meses circula um vídeo nas redes sociais e aplicativos de mensagens que “denuncia” um doce turco que teria comprimidos nocivos dentro.

– Esse biscoito turco tem 2 comprimidos que causam paralisa já chegou ao Brasil não comprem e espalhem essa mensagem – diz o texto falso.

A informação, porém, é falsa. Além de a guloseima não ser comercializada em nosso país, o vídeo já foi veiculado em outros idiomas e, inclusive, com outros textos. Serviços de checagem do Oriente Médio apontaram que o vídeo original foi gravado no Iraque e que acusa a fabricante do bolinho de implantar drogas ilícitas.

O governo da Turquia desmentiu o vídeo afirmando que faz parte de uma tentativa de difamar a marca.

No mês passado, no dia 22 de novembro, o Ministério da Saúde chegou a se manifestar sobre a notícia falsa. O órgão emitiu uma nota reiterando que se trata de fake news.

– Esse vídeo não tem origem no Brasil e já foi desmentido pelo país onde o boato começou. De acordo com as informações do governo da Turquia, e de outros países onde o vídeo também foi compartilhado, o doce pode ter sido adulterado com intuito de prejudicar a marca, porém o mais provável é que seja apenas o recheio de coco que contém no doce e que ficou mais concentrado do que os demais, por erro da máquina de fabricação. Ou seja, isso é Fake News. Não compartilhe! – declarou a pasta.

Leia também1 Fake! Mourão não comparou políticos e artistas a insetos
2 Universal rebate matéria da revista Veja: "Fake News"
3 Fake! CIA não classificou Foro de São Paulo como terrorista


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo