CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Pastora Sarah Sheeva diz que já sofreu bullying na escola

Weintraub detona Drauzio e Globo: “Não têm compaixão”

Ministro criticou posicionamento do médico sobre a reportagem do caso Suzy

Paulo Moura - 09/03/2020 09h10 | atualizado em 09/03/2020 09h11

Abraham Weintraub e Drauzio Varellasuzy Foto: Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (9), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez duras críticas contra a TV Globo e o médico Drauzio Varella em razão da polêmica reportagem do Fantástico sobre transexuais presos. A matéria contou, entre as histórias, o caso do trans Suzy, sem mencionar que o detido cumpria pena por estuprar e matar uma criança de nove anos em 2010.

Pelo Twitter, Weintraub ironizou o posicionamento de Drauzio sobre o caso. Varella afirmou que não perguntava a respeito dos crimes cometidos por seus pacientes e que era “médico, não juiz”.

– Não é juiz? Não é gente? Você e Marinho não conseguem pedir desculpas, não têm empatia ou compaixão com as crianças e famílias vítimas desse pedófilo! Continuem defendendo esse estuprador assassino, vocês se merecem. Antes que eu esqueça: desejo que vocês terminem no inferno – escreveu.

Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, nome de batismo de Suzy, foi preso por estuprar e estrangular Fábio dos Santos Lemos, de nove anos, em maio de 2010. O corpo do menino foi deixado para apodrecer em uma sala. Suzy forçou o menor a fazer sexo oral e anal e, dois dias depois, ele largou o corpo próximo à casa da família e os avisou sobre os restos mortais da criança.

Leia também1 "Sou médico, não juiz", disse Drauzio Varella sobre Suzy
2 Trans que comoveu a web matou criança de 9 anos
3 Web se revolta com crime de Suzy e declara boicote à Globo

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo