Leia também:
X Veja as melhores escolas do mundo para estudar moda

Tudo o que você precisa saber para viajar com animais

Apesar da diversão garantida é preciso estar atento a alguns detalhes

Gabriela Doria - 07/08/2017 17h06 | atualizado em 07/08/2017 17h29

Assim como um filho, quem tem bichinhos de estimação precisa sempre colocá-los em seus planos. Uma viagem, por exemplo, deve ser pensada levando em conta a presença do animal ou não. Se não existe a possibilidade de deixá-lo com alguém de confiança, ou mesmo se a intenção é viajar com o animal, você deve ficar atento a essas dicas.

Lembre-se também que, independentemente do meio de transporte, é preciso que todas as vacinas estejam em dia, além de ter em mãos um atestado veterinário autorizando a viagem.

O Pleno.News separou um pequeno guia de como viajar com seu bichinho de estimação. Confira!

Viajando de carro

Cães têm o hábito de ficar na janela do carro Foto: Pixabay

Com certeza é o meio de transporte mais prático para se levar o bichinho. Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados. O Código de Trânsito Brasileiro proíbe que os animais sejam transportados em compartimentos de carga, como porta-malas e reboque. A lei também determina que os pets não podem viajar no colo do motorista e nem ao seu lado, seja entre o banco do carona ou entre o motorista e a porta.

O ideal é transportar o animal no banco traseiro, com o cinto de segurança. Não é obrigatório colocá-lo numa caixa de transporte e nem usar coleira. Inclusive, donos de cães ou gatos não precisam portar a Guia de Transporte Animal (GTA), embora seja recomendável. O mais importante é deixar seu animalzinho confortável e tranquilo, para que não haja nenhum acidente.

Viajando de ônibus

Animais não podem viajar em compartimento de cargas Foto: Pixabay

Cada empresa possui sua própria regra para transporte de animais, inclusive, há algumas que não prestam esse tipo de serviço. Todas as que realizam cobram uma taxa extra, uma vez que o animal será levado no banco ao lado do dono – sempre em uma caixa de transporte. O bichinho precisa estar com os atestados de saúde e de vacina em dia, bem como um laudo veterinário autorizando a viagem. Também é preciso planejar com antecedência, já que o número de animais permitido por viagem é muito restrito. Algumas empresas chegam até a exigir a sedação do animal.

Viajando de avião

Algumas empresas permitem que animais viagem ao lado de seus donos Foto: Reprodução Instagram

As viagens de avião precisam ser planejadas com bastante antecedência, visto que o rigor é maior. É imprescindível ter a Guia de Transporte Animal e atestados de saúde e de vacina em dia. A caixinha para transporte também é uma regra comum a todas as empresas. Algumas empresas aéreas não transportam determinadas raças por motivo de segurança, por isso é necessário checar antes de comprar a passagem. Outra regra geral é que cães e gatos só podem ser transportados se tiverem no máximo 30 quilos.

Não há regra fixa sobre onde o animal será transportado. Algumas empresas os colocam no compartimento de cargas próprio, outras permitem que o bichinho fique ao lado do dono, dentro da caixinha apropriada.

Viagens para o exterior têm exigências mais rígidas ainda, porém variam conforme cada empresa. Por isso, a regra aqui é planejar com bastante antecedência para que tudo corra bem e seu bichinho aproveite o passeio tanto quanto você.

Viajando de navio

Poucas empresas permitem o embarque de animais no navio Foto: Pixabay

Viagens marítimas ou cruzeiros são as mais difíceis de se conseguir levar o bichinho, pois a maioria delas não permite a presença de animais. Aquelas que autorizam o embarque dos pets, impõem algumas restrições. O local para a viagem geralmente é num compartimento próprio, uma espécie de canil dentro do navio. Entretanto, é possível encontrar empresas que autorizam o bichinho a ficar na cabine com o dono. Por questões de segurança, você não poderá circular com o animal. Em viagens mais curtas, como balsas, por exemplo, o animal pode ficar dentro do carro.

Apesar disso, é preciso levar em conta a necessidade de levar o animalzinho nesse tipo de viagem, pois pode ser extremamente estressante. Além disso, você deve verificar as políticas da empresa para a viagem do bichinho, para que nem você e nem ele sejam pegos de surpresa.

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.