Stephannie Oliveira relata experiência em Brumadinho

Modelo costuma fazer missões e esteve no local da tragédia no mesmo grupo de Priscilla Alcantara

Pleno.News - 12/02/2019 16h41

Stephannie Oliveira visita vítimas da tragédia em Brumadinho Foto: Reprodução

A solidariedade com as vítimas da tragédia de Brumadinho, Minas Gerais, continua com intensidade. A modelo Stephannie Oliveira, filha do ex-jogador de futebol Bebeto, esteve no local em solidariedade aos moradores.

Stephannie, que costuma fazer missões, estava no mesmo grupo que foi a Brumadinho com a cantora Priscilla Alcantara. Em suas redes sociais, ela fez um relato da visita e apontou que a tragédia ocorreu por causa da “ganância humana” e do “desleixo do brasileiro”.

– Brumadinho… Demorei alguns dias pra conseguir digerir tudo o que vivemos e ainda assim não desceu. Não desceu porque, além de tudo que eu vi, cheguei no Rio e ainda tinha mais pra ver. Mais vidas inocentes perdidas por culpa da ganância humana, por culpa do desleixo do brasileiro, por culpa da mistura da cultura do “jeitinho brasileiro” com a do “nunca vai acontecer”. Pois é, aconteceu e tem acontecido. A verdade é que por mais que doa em nós, nunca vai doer tanto quanto dói nos envolvidos, marcas e feridas que só Deus pode cicatrizar. – escreveu.

Em sua publicação, a modelo também defende uma “repaginada” da população brasileira para o país passar a “sentir a dor do próximo”.

– O nosso país precisa de uma repaginação nossa, o Brasil não é mais o país da alegria, carnaval não vai trazer de volta o que inúmeras pessoas perderam, não vai tapar buraco nenhum. A amnésia recente do povo brasileiro precisa ser esquecida e renovada pela cultura de sentir a dor do próximo e de honrar as vidas que se foram, não esquecendo dos problemas que serviram de ponte para elas irem, mas resolvendo-os, lutando para que as coisas mudem – sugeriu.

Grupo de Stephannie Oliveira em Brumadinho Foto: Reprodução

Stephannie também disse que seu grupo foi a Brumadinho sem recursos, mas que Deus “foi abrindo portas”.

– Meu coração sangrou todos os dias ao ver mães que perderam filhos, filhas que perderam pais, irmãos que ficaram sem irmãos, doeu porque poderia ter sido eu, poderia ser com você. E mesmo assim a Glória de Deus se manifestou naquele lugar de forma sobrenatural. Acreditem, fomos sem um real no bolso, porque a dor deles nenhum dinheiro pode curar, só Deus. E Ele foi abrindo portas, nos levando nas pessoas mais sobrenaturais que nos ensinaram tanto sobre Ele, que não o culpam, muito pelo contrário sabem o quanto Ele tem sofrido tanto quanto nós, ou melhor muito mais, pelas escolhas que o ser humano tem tomado – destacou.

Stephannie Oliveira em Brumadinho Foto: Reprodução

– Que tudo que tem acontecido seja o combustível para a transformação do nosso país. Os maiores avivamentos começaram em lugares que foram destruídos, e eu creio que o Brasil vai se levantar como líder desse avivamento quando nós nos levantarmos, não só para honrar Brumadinho, os meninos do Flamengo, Marielle, Boechat, etc, mas para honrar o Brasil. O Brasil, de amor eterno seja símbolo. O Brasil que o filho teu não foge à luta. Terra adorada, Entre outras mil, És tu Brasil, Ó pátria amada! Só queria dizer para vocês, preparem-se a luta está só começando. Levantem-se comigo – concluiu.

LEIA TAMBÉM+ Crianças enviam cartas aos bombeiros de Brumadinho
+ Missionário relata experiência nos resgates em Brumadinho


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo