Leia também:
X Johnson anuncia fim da missão militar britânica no Afeganistão

Site pornográfico será encerrado e ativistas comemoram a vitória

O XTube está no ar há 13 anos

Monique Mello - 08/07/2021 11h47 | atualizado em 08/07/2021 12h25

Movimentos antitráfico lutam para derrubar sites pornográficos Foto: Reprodução

O site pornográfico XTube anunciou seu encerramento após 13 anos de existência. A página não existirá mais a partir de 5 de setembro. A razão específica não ficou clara, mas a empresa afirma estar “orgulhosa” da comunidade construída desde 2008 e que é “hora de seguir em frente”.

O site faz parte da Mindgeek, uma gigante da indústria pornográfica. Além do Xtube, o grupo também possui várias das maiores plataformas pornôs, incluindo Pornhub, Youporn e Redtube. Esta última, em particular, recebeu críticas massivas nos últimos meses. Foi dito, por exemplo, que a plataforma faz muito pouco para remover conteúdo que representa abuso. Os protestos fizeram com que os prestadores de serviços de pagamento Visa e Mastercard encerrassem a cooperação com o site pornográfico.

A ativista do movimento antitráfico e contra abuso sexual Laila Mickelwait, compartilhou o anúncio de encerramento da XTube e comemorou o fato.

– Lição: se você não pode operar legalmente, você não pode operar de jeito nenhum. Próximo passo: Pornhub.

A Pornhub, próxima na mira dos ativistas, tem enfrentado problemas por permitir que qualquer usuário carregue conteúdo sem primeiro passar por um processo de verificação. Até agora, isso tem favorecido a disseminação de conteúdo problemático, como estupro, práticas sexuais filmadas ilicitamente e abuso de menores.

O National Center on Sexual Exploitation, outro grupo que atua contra sites pornográficos (sobretudo por hospedarem vídeos de traficantes, pedófilos e estupradores), também comemorou a notícia nas redes sociais.

– O anunciado encerramento do XTube é mais uma evidência de que o império de exploração da MindGeek está desmoronando – disse o CEO da NCOSE, Dawn Hawkins.

Hawkins afirma que a MindGeek cedeu à pressão de legisladores, à indignação da mídia e às perdas de parcerias comerciais. Sendo isso uma vitória para o movimento, o ativista espera que mais plataformas sejam encerradas, também citando o Pornhub.

– Estamos ansiosos pelo dia em que poderemos anunciar que o Pornhub e outros sites de pornografia pertencentes à MindGeek estão terminando.

 

Leia também1 Pastor diz que já foi gay e dá testemunho sobre mudança de vida
2 Ex-cantora do Pussycat Dolls se batiza e decide servir ao Senhor
3 Governo da Espanha endurece leis contra o estupro
4 Igreja decide que gays não são qualificados para a ordenação
5 Vereador acusado de transfobia diz que denúncia é 'ideológica'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.