Leia também:
X Casados há 19 anos, Carla Perez e Xanddy renovam votos no Havaí

Polêmica: Influencer de 19 anos assume namoro com amiga de 13

Internautas repudiaram relacionamento e o acusaram de pedofilia e estupro de vulnerável

Gabriela Doria - 26/10/2020 16h06 | atualizado em 26/10/2020 17h06

Pietro Ringuengo e Rafaella Lomovtov assumiram namoro Foto: Reprodução

Os influenciadores digitais Pietro Ringuengo, de 19 anos, e R. L., de 13, causaram polêmica nas redes sociais, nesta segunda-feira (26), ao assumirem que estão namorando. Internautas ficaram incomodados com a pouca idade de R. para um relacionamento com o rapaz de 19 anos. Eles acusaram Pietro de pedofilia.

Após assumirem o namoro, o casal disse ainda que a família está ciente do relacionamento e que eles aprovam. R. disse que ela também está ciente do que está fazendo.

– Estamos namorando e muito felizes. Nossos pais sabem e autorizam nosso namoro, toda a família sabe. Eu quero e autorizo nosso namoro. […] Fiquem tranquilos. A diferença de idade da gente não é nada comparado ao amor que temos um pelo outro – afirmou a menina.

Já Pietro se defendeu das críticas e disse que irá respeitar “o tempo” da namorada.

– Estou 100% ciente do tempo da R. e vou respeitar isso – disse o rapaz.

A repercussão foi tão negativa que sobrou até para os pais do casal. Muito criticada por apoiar o relacionamento, a mãe de R., Priscilla Lomovtov, disse aos seguidores que a família “já estava preparada para os ataques”.

– R. e Pi são figuras públicas. Já estávamos preparados para esse ataque, mas para quem gosta da gente, fiquem tranquilos. Eles estão muito bem e mais felizes que nunca – escreveu a mulher.

Mesmo com as explicações, internautas e até autoridades brasileiras manifestaram repúdio ao relacionamento. Os irmãos Abraham e Arthur Weintraub fizeram comentários com duras críticas.

– Art. 217-A. Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos: Pena – reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos. A presunção de estupro de vulnerável é absoluta. Não tem desculpa, não tem conversa – escreveu Arthur.

Ele continuou.

– Passar a mão, dar selinho, por no colo, encoxar, abraçar, com cunho sexual ou sensual, são atos libidinosos. Ainda mais o homem adulto sabendo claramente da idade da criança. A lei é clara, não importa se a criança ou os pais deram consentimento. Fim de papo – afirmou.

O comentário foi endossado por Abraham.

– Parece que o “meninão” maior de idade, que gosta de namorar com criança, descobrirá que é adulto com um processo de estupro de vulnerável – ironizou Abraham.

Leia também1 Mulher estuprada por 12 homens revela à polícia que tem HIV
2 Pai de santo é denunciado por estupro contra 7 mulheres em SP
3 Menina de 11 anos é estuprada por quatro adolescentes em MG
4 RJ: Homem é preso suspeito de estuprar menino de 9 anos
5 Nascida de um estupro, mulher estuprada optou por ter o filho

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.