Leia também:
X Após conturbada separação, Urach e marido reatam união

Pastor polemiza ao apontar ‘potencial demoníaco da mulher’

Nas palavras de Anderson Silva, a mulher é "especialista em ocultação"

Monique Mello - 03/10/2021 19h13 | atualizado em 04/10/2021 10h16

Pastor Anderson Silva Foto: Reprodução/YouTube

O pastor brasiliense Anderson Silva causou polêmica nas redes sociais, na última semana, ao publicar para os seus mais de 100 mil seguidores um longo texto no qual aponta que a mulher possui “potencial demoníaco”.

Tomando como ponto de partida uma passagem do livro bíblico de Provérbios, o pastor faz comparações entre os sexos, dizendo que o homem é mais transparente, ao passo que a mulher é “especialista em ocultação”. Ele cita o exemplo de que uma traição cometida por uma mulher raramente é descoberta.

– Mulher é orgulhosa, vingativa e manipuladora – disparou.

A publicação recebeu mais de 750 reações distintas. Nos comentários, houve quem acusasse o pastor de machismo.

– Vergonhoso seu texto. Você esconde seu machismo nas Escrituras – comentou um dos seguidores.

Um teólogo comentou que “o evangelho nos ensina que as irmãs não são nem demônios, nem anjos, são apenas mulheres criadas por Deus, caídas desde o Éden, necessitadas da redenção que vem de Cristo e que, junto com os homens, crescem em santificação”.

Poucos dias depois, o pastor fez uma live em seu canal no YouTube, em que argumentou sobre o controverso texto por mais de uma hora.

Segundo ele, não é possível julgar o texto apenas pelo o que está escrito, mas é necessário entender toda a trajetória dele para analisar a postagem.

– A mulher tem o potencial demoníaco mais elevado que o homem, pois a maldade do homem você vai ver em breve, a da mulher nem sempre você verá. Como se expressa menos agressivamente, a mulher tem tempo de construir a maldade interna, emocional – explicou.

Ao falar sobre a violência contra a mulher, Anderson disse ser injustificável. No entanto, afirma que o homem não age sozinho.

– A gente tem que voltar lá atrás, para perguntar qual foi a participação da mulher neste ecossistema. Ele responde sozinho pelo crime que cometeu, porém o evangelho não tira dela a responsabilidade moral, doutrinária de participar com sua manipulação na produção do ecossistema que produziu a violência – declarou.

O pastor Anderson Silva lidera o projeto Nossas Histórias Curam, que atua contra o abuso sexual nas igrejas. Ele já fora envolvido em polêmicas pregressas com nomes como o cantor Leonardo Gonçalves e os pastores Luiz Hermínio e Samuel Mariano.

Leia também1 Pastora faz alerta sobre apps “infantis” com teor sexual
2 Cantora gospel sobrevive a grave acidente: "Deus enviou Seu anjo"
3 Aliados defendem Silas Malafaia como vice de Bolsonaro em 2022
4 Pastor que abriu igreja na pandemia é preso novamente no Canadá
5 André Valadão rebate alfinetada de internauta sobre Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.