Leia também:
X Homem terá que pagar R$ 33 mil à ex-noiva após traição

‘Nunca me olhei como vítima de alguma coisa’, conta Agustin

Em live do Pleno.News, maquiador falou sobre trajetória, família e fé, entre outros temas

Ana Luiza Menezes - 14/12/2020 21h26

Agustin Fernandez

O maquiador e empresário Agustin Fernandez faz sucesso com dicas de beleza. Ao participar da live do Pleno.News, nesta segunda-feira (14), ele falou sobre sua trajetória, família, fé, entre outros temas.

Ao falar da vinda para o Brasil, Agustin destacou a busca por mudanças em sua vida. Ele disse que não queria ter o mesmo comportamento de seus pais.

– Eu não queria [me tornar idêntico à minha família] e uma das maneiras foi me afastando. Fiquei 6 ou 7 anos sem contato nenhum com a minha família, enquanto eu me construía novamente, sem os hábitos que eles tinham. Minha mãe era muito explosiva e meu pai também. E eu, na minha adolescência, fui assim: se eu me sentisse atacado, ficava ‘armado’. Hoje, não sou mais assim. Eu quis uma nova vida e fui atrás – contou.

Ele disse ainda que escolheu vir para o Brasil porque sempre ouviu boas referências a respeito do modo de ser das pessoas.

– O Brasil era um país muito bem visto. O brasileiro é super gente boa. Eu vim e tudo foi dando certo – falou.

Agustin lembrou que em todos os empregos, como garçom ou trabalhando em salão de beleza, sempre fez o melhor e foi bem tratado.

– Eu era o que mais ganhava gorjeta. Eu era essa pessoa que estava sempre querendo dar o melhor. Sempre fui assim, nunca soube ser diferente disso.

O empresário anunciou também que está escrevendo um livro sobre esse aspecto de sua vida.

– [No livro] conto muito sobre o que fui: uma gravidez não desejada. Eu era uma criança que fazia de tudo para chamar a atenção dos meus pais.

Uma obra já publicada por Agustin é o livro Empresário de Sucesso. Ele disse que o foco foi compartilhar detalhes de seu sucesso na área profissional.

– Escrevi detalhando tudo o que fiz para alavancar minha carreira. As pessoas têm curiosidade. E foi muito planejamento.

PERDÃO
Agustin disse ainda que a igreja o ajudou a encontrar cura. Ele defendeu a importância do perdão.

– A gente não pode se tornar uma pessoa magoada com a vida, cheia de dores. Fui fui atrás de cura, fiz terapia, tudo o que você possa imaginar. Eu queria viver com plenitude. Passei por várias instabilidades, passei por síndrome pânico. (…) O maior encontro, para mim, foi dentro da igreja. Isso para mim foi essencial, acabou influenciando em todas as áreas da minha vida. (…) Mas nunca me olhei como uma pessoa vítima de alguma coisa. A gente passa por momentos difíceis e tem que assumir que isso faz parte da vida.

IMAGEM
Fernandez também falou sobre o tema ‘construção da imagem’ e defendeu a importância da sinceridade.

– Acredito que o segredo é ser você. A gente vive num mundo de personagens: pessoas, no Instagram, ostentando, mas que não têm dinheiro na conta; gente falando que é vegano, mas não é. Eu sempre fui quem sou e acho que isso foi o que me fortaleceu. Nunca fui alguém que quer agradar com discurso. Eu sempre fui muito de mostrar quem está por trás da empresa. (…) Tudo o que faço na minha vida é coerente com a minha personalidade. Você tem que trabalhar em áreas que têm a ver com a sua personalidade – avaliou.

Leia também1 Boni detona Silvio: 'Não fez nada importante para a história da TV'
2 Internado com Covid-19, Marco Ricca tem 'evolução clínica'
3 Internada em estado grave com Covid, Nicette Bruno tem piora
4 Marido de Hickmann revela que vai usar sonda alimentar
5 Ângela Bismarchi: "O evangelho que conheço é de transformação de vida"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.