Leia também:
X Família de Gésio Amadeu sobre perda: “Estamos todos arrasados”

Médico urologista cristão fala sobre riscos do sexo anal

Prática sexual apresenta maiores chances ao desenvolvimento de doenças

Camille Dornelles - 07/08/2020 15h43 | atualizado em 07/08/2020 15h56

Urologista fala sobre riscos do sexo anal Foto: Reprodução

Alvo de debates sobre sexologia, o sexo anal é uma das práticas que mais intrigam casais cristãos. As dúvidas envolvem aspectos religiosos, bíblicos, históricos e médicos. Para esclarecer este último, o médico urologista cristão Rogério Saint-Clair Mafra, de Belo Horizonte, conversou com o Pleno.News.

Ele fez esclarecimentos sobre os riscos do sexo anal para a saúde dos cônjuges. Ainda afirmou que a prática pode ser mais prejudicial do que a penetração vaginal pela fisiologia despreparada para este ato.

Quais são os riscos do sexo anal?
A transmissão de doenças é muito maior pelo ânus do que pela vagina, o rompimento de vasos é muito maior no ânus do que na vagina. Durante o sexo acontece o rompimento de um desses vasinhos. Isso já é esperado, e então, vira uma porta de entrada para doenças. Por se tratar de uma região extremamente sensível e vascularizada há aumento do risco de adquirir infecções sexualmente transmissíveis.

Como o sexo anal pode causar câncer, endocardite e infecção urinária?
Sem o uso de preservativo, durante o sexo anal pode ser transmitido o vírus HPV que poderia ser responsável por um câncer de reto, as infecções urinárias seriam causadas por bactérias da região anal e retal que infectam através da uretra, quando não se utiliza preservativo. Sobre a endocardite, sexo anal não provoca endocardite. Isso é apenas um dos muitos mitos espalhados pela Internet. Não há nenhum estudo científico que tenha comprovado qualquer associação entre sexo anal e endocardite.

Rompimento dos vasos sanguíneos vira porta de entrada para doenças

Pensando como cristão, a Bíblia condena?
O sexo anal não aparece na Bíblia, não existe explicitamente “sim” ou “não”, mas não faz parte do plano de Deus para a vida sexual. Existem diversas passagens bíblicas que falam sobre práticas sexuais, cabe ao casal cristão ler, estudar e pedir orientação a Deus para fazer o que julgar certo.


Casal procura direcionamento na Bíblia

No aspecto religioso, o pastor e colunista Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança, afirma que a Bíblia condena práticas sexuais que fujam do estipulado por Deus.

– Para aqueles que querem seguir a Palavra de Deus e entendem que ela deve servir como lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos, a resposta é “não pode”. Segundo a Bíblia o sexo só é permitido entre marido e mulher, contudo, mesmo entre marido e mulher a relação íntima precisa ser pura e santa, o que exclui comportamentos sadomasoquistas, sexo bestial, inversão de papeis, bem como qualquer outro tipo de pratica sexual que fira a Palavra de Deus – escreveu ao Pleno.News.

Leia também1 Sites que promovem traição: A falência do amor nas redes
2 Venda de artigos eróticos "gospel" cresce na pandemia
3 Psicóloga acusa app de fazer apologia à ideologia de gênero
4 Abuso sexual infantil no isolamento: Reconheça sinais
5 Professora de escola pública passa trabalho sobre sexo oral

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.