Lista mostra 10 desenhos infantis com conteúdo LGBT

Produções da Disney, Cartoon Networks e Nickelodeon foram apontadas

Pleno.News - 25/07/2019 11h10

Vários desenhos infantis já foram apontados como defensores da visão LGBT. É importante que pais e responsáveis estejam atentos para evitar que as crianças assistam produções como essas. Para isso, confira a lista de 10 desenhos que apresentam personagens homossexuais.

1. Bob Esponja
Segundo um estudo apontado pela Comissão Nacional da Ucrânia sobre assuntos para a defesa da moral ucraniana, em 2012, Bob Esponja é homossexual.

O personagem, que vive num abacaxi no fundo do Oceano Pacífico, já havia tido sua homossexualidade exposta pela mídia norte-americana em 2002. A indicação veio depois de relatos de que o programa da TV Nickelodeon e seus produtos associados seriam populares entre o público LGBT.

Ativistas cristãos afirmaram que Bob Esponja e seu amigo Patrick foram criados para promover a aceitação do homossexualismo. Entretanto, o criador do desenho, Stephen Hillenburg, declarou que as alegações são exageradas e sem fundamento e seu trabalho não vai além da diversão e do entretenimento.

2. Steven Universe
Steven Universe tem tema futurista e foi lançado em 2013. A série já foi indicada ao prêmio Emmy. No Brasil, a animação começou a ser exibida no ano seguinte, pelo Cartoon Network.

No último episódio da quinta temporada do desenho, nos Estados Unidos, o desenho exibiu um casamento homossexual. A união de Rubi e Safira foi celebrada pelo personagem principal, Steven, e terminou com um beijo apaixonado entre as duas.

A criadora do desenho, Rebecca Sugar, é bissexual e é também a primeira mulher a fazer uma animação para o canal.

3. Super Drags
Em maio, a Netflix anunciou o lançamento de sua primeira animação original brasileira, Super Drags. Com estreia prevista para o segundo semestre de 2018, a série de cinco episódios criada por Anderson Mahanski, Fernando Mendonça e Paulo Lescaut é produzida pela Combo Estúdio.

Super Drags apresenta as aventuras de três jovens: Patrick, Donny e Ramon. A história mostra que de dia eles trabalham em uma loja de departamentos e à noite se transformam, adotando uma identidade LGBT e atuando como super-heróis.

4. Teletubbies
Em 1999, os Teletubbies, da Grã-Bretanha, foram mergulhados numa polêmica. Um líder religioso americano declarou que os pais deveriam ficar alertas a mensagens sutis enviadas por Tinky Winky, um dos quatro personagens.

A cor roxa e a antena triangular na cabeça do boneco são considerados símbolos da causa homossexual. Outro ponto visto como negativo é o gosto de Tink Winky, sendo um menino, por bolsas.

5. Hora de Aventura
Muitos críticos já questionaram sobre o estranho grau de proximidade entre a Princesa Jujuba e Marceline. Episódios sugeriram um relacionamento amoroso antigo entre as personagens, e numa entrevista, uma das dubladoras originais confirmou a informação.

Fãs aprovam a ideia de que o desenho apresente questões de movimentos sociais minoritários, como é a causa LGBT. No canal do Youtube do Cartoon Network Brasil, é possível ouvir a música que Marceline compôs em um episódio. Ela canta sobre a princesa e sobre como a personagem não corresponde às suas expectativas.

6. Drag Tots
Esta é outra produção da Netflix, lançada no fim de junho nos Estados Unidos. O desenho apresentou o modelo transgênero RuPaul, conhecido pelo seriado adulto RuPaul’s Drag Race.

– Em um mundo à beira do caos, onde o medo é o domínio da terra, as vozes de uma geração se uniram para dar ao nosso planeta o que ele precisa: Bebês Drag Queens – informou o texto da prévia no YouTube.

7. Pernalonga
Episódios clássicos mostram o personagem, por vezes, se vestindo de mulher e beijando outros homens. Em versões mais recentes, feitas entre 2011 e 2014, Pernalonga chegou a fugir de Lola Bunny, além de dividir sua casa com o Patolino. Parte do público viu as novidades como uma possível mensagem LGBT.

8. As Meninas Super Poderosas
O vilão do desenho usa maquiagem, botas longas, fala de forma mansa e apresenta trejeitos que tentam imitar mulheres. Em um episódio exibido em 2016, foi exibida a bandeira LGBT.

9. Star vs. As Forças do Mal
O primeiro beijo gay em uma animação da Disney aconteceu na série Star vs. As Forças do Mal. Em uma cena do episódio Just Friends há um momento em que vários casais se beijam, entre eles um casal formado por dois homens.

10. Clarêncio, o Otimista
Exibido pelo Cartoon Network, o desenho apresenta situações inusitadas na vida de Clarêncio. Os pais de Jeff, um dos melhores amigos de Clarêncio, são duas mulheres. O casal homossexual não é o foco da trama, e só apareceu em um episódio.


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo