Leia também:
X Festas de fim de ano podem aumentar casos de depressão

Homem que ficou curado de câncer morre em acidente

Vamberto tinha o corpo tomado por tumores quando se submeteu a tratamento inédito

Paulo Moura - 19/12/2019 08h46 | atualizado em 19/12/2019 11h23

Vamberto se curou de câncer terminal e morreu em acidente Foto: Divulgação/Hemocentro RP

O homem que ficou curado de um câncer em estado terminal nos ossos com um tratamento inédito na América Latina, morreu em Belo Horizonte após sofrer um acidente. A Polícia Civil de Minas Gerais afirmou que o corpo de Vamberto Luiz de Castro deu entrada no Instituto Médico Legal em 11 de dezembro e foi liberado no mesmo dia.

A família de Vamberto não quis se pronunciar, mas foi confirmado que a morte dele foi causada por um acidente que resultou em um traumatismo craniano grave. Amigos dos familiares informaram que o enterro de Castro aconteceu em um cemitério na cidade de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e que a missa de sétimo dia foi realizada na última terça-feira (17).

O caso de Vamberto ficou conhecido após ser mostrado no Fantástico, da TV Globo. Ele estava em fase terminal de um linfoma, um tipo de câncer, agressivo nos ossos e procurou o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto para realizar um tratamento experimental no Brasil e inédito na América Latina, chamado CART-Cell, com apoio de uma equipe da Universidade de São Paulo (USP).

Antes do tratamento, ele tomava doses máximas de morfina diariamente e não conseguia sequer andar. O corpo de Vamberto já estava tomado pelos tumores. Após se tratar com a utilização do CART-Cell, a maioria deles já havia desaparecido e em outubro ele teve uma melhora que foi considerada como a cura da doença.

Leia também1 Festas de fim de ano podem aumentar casos de depressão
2 Karina Bacchi lamenta quarta fertilização mal sucedida
3 "Sinto que arruinei a minha vida", declara ex-transgênero

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.