Leia também:
X Fogaça comemora primeiros passos da filha especial

Ex-musa, Ângela Bismarchi fala como passa o carnaval

Modelo participou de 17 desfiles, como destaque e rainha de bateria

Camille Dornelles - 28/02/2019 18h15

Convertida, Ângela Bismarchi se arrepende do passado Foto: Reprodução/Instagram

A modelo Ângela Bismarchi afirmou, em entrevista ao Pleno.News, nesta quarta-feira (27), que seu carnaval cristão é muito mais alegre do que o da época em que era musa e rainha de bateria nos desfiles.

– Hoje, convertida por amor a Jesus Cristo e no Evangelho de Cristo, vivo uma vida de verdadeira paz e alegria. Me dedico às coisas de Deus e comunhão com os irmãos na igreja. Amo estudar a Palavra de Deus. Nesse ano de 2018 eu me formei em Teologia e no Discipulado Plenitude de Vida. Participo do coral da Igreja Batista Oceânica. Já estamos ensaiando o coral para a Páscoa – celebrou.

Bismarchi participou de vários desfiles das escolas de samba Nenê de Vila Matilde, X9 Paulistana, Tom Maior, Império Serrano, Mocidade e Porto da Pedra. Depois que se converteu, porém, deixou tudo para trás.

Em 2017, ela decidiu vender todas as fantasias de destaque que tinha e doar o valor arrecadado.

– Era escrava da carne. Por muitos anos saía com o corpo pintado e só com um tapa-sexo, expondo meu corpo e sensualizando na avenida, em revistas, jornais e na televisão. Viajei para vários países fazendo shows carnavalescos. Minhas roupas eram muito sensuais e a maquiagem exagerada. Sempre pensando em esculpir meu corpo para me apresentar no sambódromo do Rio de Janeiro e São Paulo – revelou.

A futura pastora falou sobre os planos para o feriado de 2019. Ela também revelou o que pensa sobre blocos de evangelismo de carnaval.

– Vou viajar esse carnaval e vou para um retiro na igreja Batista Atitude de Orlando. Meu marido e eu fomos convidados para levar uma palavra de Deus. Depois vamos para Nova Iorque para o maior congresso de Estética e Beleza. A Palavra de Deus diz para não nos envolvermos e nem participarmos dessas coisas, pois o cristão pode criar uma situação de tentação e ficar vulnerável. Ele pode se enganchar na idolatria, imoralidade sexual e qualquer outro tipo de pecado. Tenho dificuldades com blocos gospel. Que mensagem está sendo dada ali? – ponderou.

 

Leia também1 "Devemos orar muito pelo Brasil", diz Ângela Bismarchi
2 Ângela Bismarchi comemora certificado: 'Posso ser pastora'
3 Ex-musa da Sapucaí, Vânia Love fala sobre sua conversão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.