Leia também:
X Facebook proíbe conteúdo de apoio aos talibãs, diz porta-voz

Escócia libera crianças de 4 anos para mudar de gênero na escola

Decisão não exige consentimento dos pais

Pierre Borges - 17/08/2021 12h09 | atualizado em 17/08/2021 15h25

Criança giz de cera, arco-iris, colorido, lgbt
Alunos poderão escolher até mesmo que banheiro utilizarão Foto: Free-Photos / Pixabay

O governo escocês autorizou que crianças de apenas quatro anos de idade possam mudar de gênero na escola, sem o consentimento dos pais. A medida é assinada por Shirley Somerville, que ocupa um posto equivalente ao de ministro da Educação no Brasil.

A medida permite que crianças escolham por que nome atenderão, por qual gênero devem ser chamadas e ainda qual banheiro ou vestiário poderão utilizar. Além disso, os professores são obrigados a aceitar as escolhas da criança sem questioná-las, mas a escola não deve necessariamente avisar aos pais do aluno que quiser mudar de gênero.

O documento intitulado Apoiando alunos transgêneros nas escolas faz parte das “novas diretrizes de inclusão LGBT” da Escócia e defende que é possível “se assumir” como transgênero “em qualquer idade” e que, se os alunos desejarem que seus pais sejam informados, sua decisão deve ser “respeitada”.

Na edição de segunda-feira (15) do Jornal da Record, a psicóloga Adriana Gardin disse que crianças com esta idade não possuem condições psíquicas para tomar uma decisão como essa.

O jornalista Augusto Nunes também criticou a medida.

– Os autores da ideia certamente acham que se trata de um avanço extraordinário. [Mas] quem tem mais de 10 neurônios sabe que gente que concorda com uma insanidade deste calibre merece ser imediatamente matriculada no hospício – declarou Nunes.

Leia também1 Bob Dylan é acusado de abuso sexual contra menina de 12 anos
2 Camargo é chamado de "preto de alma branca" e rebate sambista
3 'Terão novidades, dentro das quatro linhas da Constituição'
4 Mourão sobre impeachment de ministros do STF: “Acho difícil"
5 Edson Fachin julgará pedidos de liberdade de Roberto Jefferson

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.