CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Viúva diz que Chico Anysio foi abusado pelo próprio irmão

Pastor Márcio Poncio comenta polêmicas sobre sua família

Pastor foi entrevistado por Bruno De Simone

Ana Luiza Menezes - 24/03/2020 20h35

Pastor Márcio Poncio foi entrevistado por Bruno De Simone Foto: Reprodução

O pastor Márcio Poncio, vice-presidente da Igreja Pentecostal Anabatista, concedeu uma entrevista ao canal Na Real com Bruno De Simone. O conteúdo foi exibido na segunda-feira (23).

Logo no início, o religioso disse que sua igreja não é inclusiva, mas sim tradicional, porém que trata a todos de forma igual. Ele explicou o fato de ter feito um casamento homossexual.

– Recebi um monte de pedradas por ter feito isso. Mas como é que eu ia falar não? Se eu falasse não, estaria julgando e separando ele dos demais. Acredito que o fato de ter feito o casamento dele não estou jogando ele no céu nem no inferno; é uma cerimônia, uma bênção. Estou entregando nas mãos de Deus. E esse julgamento de quem é certo, de quem merece ou quem não merece, a gente deixa nas mãos de Deus – falou.

Ele comentou ainda o ensaio fotográfico de sua esposa, pastora Simone Poncio, que pousou nua ao lado dos noivos homossexuais para “se despir do preconceito”. Segundo Márcio, a atitude surpreendeu a família, porém não afetou o ambiente familiar.

– Não afetou em nada. Foi uma coisa que deixou a todos nós surpresos. Ela, de repente, se viu com essa ideia. Ela queria fazer alguma coisa. Desde o início, ela sempre teve muito cuidado com pessoas assim na igreja, principalmente homossexuais. Ela sempre sai em defesa. Eu acredito que foi isso, ela quis se expor junto com eles, como quem diz: ‘vocês não estão se expondo sozinhos’. Porque é uma exposição duas pessoas do mesmo sexo realizar um casamento – defendeu.

Pastor falou sobre polêmicas que envolvem sua família Foto: Reprodução

FÁBRICA DE CIGARRO
Márcio também falou sobre ser dono de uma fábrica de cigarros.

– Na verdade, meu primeiro emprego foi numa fábrica de cigarro. Eu acreditei que aquela porta era Deus que estava abrindo e ingressei nela. Todos os meus amigos falavam que eu estava trabalhando na casa da chupeta do diabo. Fui crescendo nos cargos e depois abri a própria distribuidora até que hoje a gente tem uma indústria de cigarro. Venho na presença de Deus até hoje e não me incomodo, não tenho problema nenhum de falar [que sou dono de uma fábrica de cigarro]. Eu estaria desconfortável se eu fosse um pastor que não trabalhasse, que vivesse do evangelho. Mas fico bem confortável no sentido de ser um empresário e nunca ter recebido um salário de igreja – disse.

FILHOS
Sobre seus filhos, Sarah e Saulo, que tiveram problemas no casamento expostos pela mídia e redes sociais, Márcio se limitou a dizer que tem orgulho dos dois. Ele negou que tenha tentado construir uma imagem de família perfeita e aceitou falar sobre a filha de seu genro, Jonathan Couto, que a princípio foi registrada como sendo de Saulo. O pastor revelou que, aos poucos, a família está retomando o contato com a criança.

Ao comentar a relação entre Saulo e Gabi Brandt, que se separaram após supostas traições, pastor Márcio disse que cuida bem de sua família, porém problemas surgem para todos.

Para o pastor, momentos de rebeldia “fazem parte”, mas é inevitável admitir a satisfação que sente com os filhos que tem.

– Meus filhos eu não trocaria por ninguém. Não posso falar que me dão desgosto. Estou muito orgulhoso com os filhos que tenho.

Leia também1 Pr. Márcio Poncio fala sobre o fim do casamento do filho
2 Sarah Poncio e marido adotam bebê e escolhem novo nome
3 Pastor Márcio Pôncio condena infidelidade conjugal do filho
4 Cristã, influenciadora critica Simone Pôncio: 'Falsa profeta'
5 Pastores rebatem casamento gay feito por Márcio Pôncio


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo