Leia também:
X #NaturaNão: Boicote à marca ganha força nas redes sociais

Mãe denuncia pedófilo após proposta perturbadora

Mulher procurava emprego quando foi abordada por criminoso

Gabriela Doria - 28/07/2020 21h04 | atualizado em 28/07/2020 21h15

Mulher denunciou pedófilo que pediu vídeo pornográfico de suas filhas Foto: Reprodução

Uma mulher que não quis ser identificada revelou ao programa Conexão Repórter que denunciou um pedófilo depois que ele fez propostas criminosas a ela. A mulher, que foi ouvida sob o pseudônimo de Ana, contou a Roberto Cabrini como o homem a abordou e descreveu em detalhes o que ele tentou convencê-la de fazer com as próprias filhas.

Segundo Ana, ela procurava uma vaga de emprego quando recebeu o contato de um homem, que se apresentou como booker, pessoa que agencia e recruta outras pessoas para trabalharem como modelo, host de eventos, recepções, etc. Ele teria dito ainda que era homossexual e tinha uma filha de 10 anos. No entanto, a conversa que era para ser profissional logo descambou para uma série de pedidos absurdos por parte dele, principalmente quando ele descobriu que Ana tinha duas filhas pequenas.

– O interesse não era no meu trabalho e sim em fotos das minhas filhas. Ele perguntou se eu não queria colocar minhas filhas também para trabalhar. Aí eu me assustei, disse que não, que eram bebês e ele falou: não tem problema. [O trabalho] era fazer vídeos delas sem roupas. “Me manda uma foto nua das suas filhas, não precisa mostrar o rosto”. Ele disse falando normalmente. Ele justificou dizendo que era pra conhecer melhor elas e saber se as fotos poderiam ser vendidas. – contou Ana.

Mesmo diante da recusa da mulher, o homem continuou insistindo em obter imagens pornográficas das crianças. Em determinado momento ele fez uma descrição perversa de como gostaria que o material fosse gravado.

– Ele disse ‘vou ser curto e grosso, me manda um video assim’, [e enviou um vídeo] com uma menininha sendo abusada e uma mamadeira ao lado. Ela era abusada por um senhor. Ele ainda sugeriu: faz um vídeo mais tranquilo, pede ao seu marido para colocar o órgão [sexual] na boca dela e filmar – propôs o abusador.

Ela contou que recebeu pelo menos 10 vídeos do homem, todos com cenas de abuso contra menores. Um deles, segundo ela, era da suposta filha do criminoso.

– No vídeo ela estava se insinuando, como uma stripper, com música ao fundo e tirando toda a roupa. Super maquiada, praticamente uma mulher. Você via que ela estava sendo induzida, que ela sabia o que estava fazendo, ela tinha uns 8 ou 9 anos. Fiquei em choque, a gente vê isso na TV e não imagina que isso acontecerá com a gente – relatou.

No entanto, entre os conteúdos enviados pelo pedófilo, Ana descreveu uma foto como a mais perturbadora.

– Tinha uma menina, parecia minha filha. Na foto ela parecia estar gritando muito e um homem bem forte e alto atrás dela. Parecia que ela pedia socorro. Não tem explicação um homem fazer aquilo com uma criança indefesa – apontou.

A mulher disse ainda que o criminoso ofereceu dinheiro para que ela enviasse vídeos e que ele contou que já tinha recebido muitos outros vídeos de pais que haviam aceitado a proposta.

– A estratégia dele é dinheiro. Ele disse que pagaria até 20 mil por um vídeo. Dependendo do grau do vídeo ou da foto, pagaria até mais.

Todo o choque com as imagens recebidas fez Ana procurar o Ministério Público de São Paulo para denunciar o criminoso. A denúncia surtiu efeito e Claudio da Silva foi condenado a 18 anos e 8 meses por pornografia infantil e falsidade ideológica, além de multa. Ele não negou que tivesse enviado o material a ela, mas disse que nunca abusou sexualmente de menores de idade.

– Espero que ele não fique impune, quero que ele seja preso e bote a mão na consciência e pense em tudo de errado que ele está fazendo, essas coisas horríveis que ele faz e que acha normal. Muitas crianças estão tendo a infância roubada – apelou.

Leia também1 "Criança tem que ser vigiada", diz psicóloga sobre pedofilia
2 Pedofilia: Delegado "passou mal" com material apreendido
3 O comércio com estupro de bebês no Brasil
4 Na Alemanha, experimento entregava órfãos a pedófilos
5 Damares Alves: “Existe estupro de bebê neste país”

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.