Fabíola Bastos sobre Waguinho: “Ele estava à beira da overdose”

Missionária contou sobre como foi a conversão dela e do marido

Ana Luiza Menezes - 18/11/2019 10h04

A missionária Fabíola Bastos é casada há 21 anos com o cantor Waguinho. Quando o casal se conheceu, Fabíola ela modelo e desfilava seminua no Carnaval. Waguinho, por sua vez, era cantor de pagode, fazia parte do grupo Os Morenos e vivia na noite.

Após divergências e um relacionamento instável, o casal se separou. A situação levou Fabíola, então com 19 anos, à depressão e mesmo com um filho pequeno, ela quase chegou ao suicídio. Em entrevista ao Pleno.News, ela contou como aconteceu a sua conversão e a de seu marido. Hoje, o casal congrega na Assembleia de Deus Vitória em Cristo, liderada pelo pastor Silas Malafaia.

Como foi a sua conversão?
Ela se deu por conta da minha separação do Waguinho, junto com isso veio a depressão e eu recebi o convite de uma amiga para ir a uma igreja. Senti o desejo de ir e numa tarde de oração, depois de três meses trancada dentro de casa, eu aceitei Jesus.

Como sua família foi restaurada?
Eu ouvi um pastor dizer: “Creia no Senhor Jesus Cristo e será salvo tu e a tua casa”, essa Palavra entrou no meu coração e eu decidi que ia buscar pela minha família e meu casamento. Esse foi o pontapé inicial.

O que as pessoas diziam?
Estávamos separados e o Waguinho ainda vivia na prostituição, nas drogas, e eu falei para Deus que queria ele transformado. Foi a mão de Deus. A sociedade dizia que o meu marido não teria jeito, as pessoas mandavam eu desistir.

Como foi a conversão do Waguinho?
Fiquei buscando em Deus por um ano e um dia o Waguinho me ligou às 10 e meia da noite. Ele estava trancado dentro de um quarto de motel, desaparecido e queria se despedir de mim. Ele estava há três dias cheirando cocaína e bebendo whisky. Eu fui ao motel e ele estava a beira da morte por overdose com os olhos arregalados, a boca torta e a respiração acelerada.

Pleno.News Entrevista
Fabíola Bastos
por Pleno.News - 18/11/2019

O que você fez?
Eu confesso que achei que ele ia morrer. Sentei na cama e comecei a orar. O Waguinho então tentava falar, se despedir, me pedindo perdão, mas a língua dele estava enrolada e a boca espumava. Eu nunca tinha pregado, mas falei para ele que Jesus Cristo de Nazaré podia ajudá-lo. Ele conseguiu levantar e falou: “Jesus, entra agora na minha vida que eu quero ser um novo homem”. E aquela foi a primeira alma que eu ganhei para Jesus.

Recentemente vocês receberam o Arlindo Cruz e a esposa em um culto na Advec. Como foi?
O Waguinho foi quem apresentou a Babi para o Arlindo. Eles são amigos há muitos anos. A Babi sempre me pediu oração e sempre os convidamos para os cultos. Até que ela resolveu ir na véspera do aniversário para que o Arlindo recebesse uma oração. Eu que ministrei naquele dia e a minha amiga ficou aos prantos, eles foram à frente e receberam uma oração.

LEIA TAMBÉM+ Gabriela Lopes fala sobre seu noivado: "Estou muito feliz"
+ Ana Nóbrega: "Eu creio que Deus vai me dar filhos"
+ Lu Alone fala do preconceito que viveu no curso de moda
+ Pra. Helena Raquel perde 51 quilos: "Não tenho dia do lixo"
+ Arianne fala da resposta de Deus para o nome do filho


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo