Leia também:
X Andressa Urach compartilha fotos de seu casamento em SC

Natal: Cuidados a serem tomados em reuniões e ceias

Doutor em microbiologia e biologia molecular explica como amenizar os riscos de contaminação nas reuniões de Natal

Pierre Borges - 23/12/2020 17h30 | atualizado em 23/12/2020 18h02

Cuidados para reunioes de Natal durante pandemia
“Se você vai receber pessoas, tem que começar a tomar cuidado muito antes do Natal”, diz o infectologista

Com a chegada das festas de fim de ano e uma pandemia que já perdura nove meses, muitas pessoas decidiram abrir mão do isolamento social para reunir a família na tradicional ceia de Natal. Embora as recomendações oficiais digam que reuniões desse tipo devem ser evitadas, sabe-se que elas ocorrerão inevitavelmente.

O Pleno.News conversou com o doutor em microbiologia e biologia molecular Leandro Lobo, que falou sobre como amenizar os riscos de contaminação, na reunião de Natal.

Quais são as primeiras preocupações que devem ser consideradas antes de alguém ir a algum lugar ou receber pessoas em casa, para o Natal?
O melhor mesmo é você ficar com as pessoas com quem vive, com quem você confia e que está se cuidando também. Mas se vai receber pessoas, você tem que começar a tomar cuidado muito antes do Natal. Então, essas pessoas que vão visitá-lo (ou se você vai visitar alguém) devem passar, desde já, a fazer um isolamento. O ideal era fazer esse isolamento por 14 dias antes do Natal. Ou seja, no dia 10 de dezembro já deveria ter começado o isolamento. Logo, comece a fazer isso agora! Deixe de ir à rua fazer coisas desnecessárias e tente se isolar ao máximo.

Uma outra coisa a pensar é como você se deslocará para ir a essa festa. Se for pegar transporte público, por exemplo, irá se colocar em risco, porque vai se deparar com um número enorme de pessoas na rua, nessas datas festivas.

Existe um número máximo ideal de pessoas na reunião?
O CDC (Central For Desease Control), uma agência regulatória do ministério da saúde americano, não estipula um número máximo de pessoas por reunião, mas muitos especialistas, inclusive aqui no Brasil, estipulam esse número ideal em seis pessoas.

Mas, além disso, o importante é que, na residência onde haverá esse encontro, exista espaço suficiente para que as pessoas convidadas consigam manter-se afastadas, pelo menos, de 1,50 m a 2 m de distância umas das outras. A pessoa tem que pensar nisso também. Não adianta ela colocar, por exemplo, seis pessoas ali, se o local onde a festa acontecerá é muito pequenininho.

Se o cômodo for muito apertado, e você percebe que não dá para manter um distanciamento ideal, sabe que ali tem gente demais. O ideal é que, naquele cômodo, fique só o número de pessoas suficientes para que haja uma distância de, pelo menos, 2m entre os convidados.

Não existe nenhuma situação em que você receba pessoas em casa em que seja 100% garantida de que não haverá a contaminação de ninguém pelo vírus

E claro, as pessoas devem usar máscara o tempo todo. Só retirando-a para comer. Também devem manter sempre as mãos limpas, lavando-as com água e sabão o tempo todo… Devem respeitar todas aquelas medidas que a gente já conhece.

Em casas com quintal ou varanda, a reunião deve se concentrar nesses locais?
Sim, em casas com quintal e varanda, o ideal é que a reunião seja feita e se concentre nesses locais. Quanto mais ao ar livre, melhor.

Em ambientes fechados, como deve ser a ventilação?
O ideal é que a ventilação seja natural, ou seja, as janelas devem permanecer abertas e o acesso à varanda também, para que o ar possa circular.

Todas as pessoas terem feito teste para Covid-19, antes da reunião, garante que não haverá contaminação entre os convidados?
Não, isso não garante, porque é preciso coletar o material, enviá-lo para o laboratório e esperar o resultado, que sai alguns dias depois. E, entre a data da coleta e a da festa, o convidado pode se contaminar e levar o vírus para lá. Testar ajuda, se a pessoa fizer o teste e depois se isolar. Mas isso também não é garantido. Não existe nenhuma situação em que você receba pessoas em casa em que seja 100% garantida de que não haverá a contaminação de ninguém pelo vírus.

Reunioes de Natal em plena pandemia
Em comidas que passam por um processo de cozimento, o vírus provavelmente não vai resistir

Quais cuidados devem ser tomados no preparo e no consumo dos alimentos?
No preparo, são os cuidados de sempre: lavar as mãos, as folhas [das verduras], as frutas, os legumes com casca, todos devem ser lavados com água e sabão, e as folhas podem, além disso, ser mantidas de molho no hipoclorito de sódio. Mas também cabem alguns cuidados extra como, por exemplo, quem estiver preparando a comida, deve sempre usar máscara e luvas.

É claro que, em comidas que passam por um processo de cozimento, o vírus provavelmente não vai resistir. O peru da ceia de Natal vai sair do forno e não vai ter vírus ali, porque estava num forno quente. Mas você tem que lembrar que, depois da comida pronta, se alguém falar ou tossir perto, perdigotos podem cair ali. Então máscaras devem ser usadas por todos, e deve-se evitar tocar (diretamente) com a mão as comidas. Se for mantida sobre a mesa, a comida deve ser coberta, exatamente para evitar que partículas caiam sobre ela.

A comida seja feita sempre pela mesma pessoa e na mesma residência. Ninguém precisa trazer a sua comida de casa

Uma outra coisa interessante é que, normalmente nas festas, algumas pessoas trazem comida de casa; cada um traz uma coisa diferente. O importante é evitar isso também durante a pandemia. A comida seja feita sempre pela mesma pessoa e na mesma residência. Ninguém precisa trazer a sua comida de casa.

Evitar também trocar os talheres, evitar que os convidados entrem no local onde a comida está sendo preparada… Quem estiver preparando a comida estará usando máscara/luvas. Apenas essa(s) pessoa(s) devem permanecer ali, na cozinha.

O ideal é que a reunião seja feita em varandas ou quintais durante a pandemia e no Natal
O ideal é que a reunião seja feita em varandas ou quintais

Não permita que os convidados entrem na cozinha, para ficar bisbilhotando, para olhar ou provar a comida, porque podem acabar contaminando a comida durante a preparação dela ou quando já estiver pronta.

Na hora de servir a comida, também seria uma boa ideia pedir para que uma pessoa, usando máscara e luvas, sirva-a a todos, para evitar ficar trocando os utensílios de servir ou ficar passando-os de mão em mão. Só uma pessoa deve servir.

Quais são as recomendações sobre o consumo de bebidas alcoólicas?
Sei que é difícil evitar bebidas alcoólica nessa época do ano, pois as pessoas querem celebrar. Mas, se possível, devem diminuir o consumo de bebidas alcoólicas, porque o álcool deixa as pessoas mais soltas, ainda mais no Natal; aí, as pessoas querem se abraçar, beijar umas as outras ou cantar, e isso deve ser evitado também, além de não compartilharem garrafas e latinhas.

Quem sentir sintomas de Covid-19 antes da festa pode ir à reunião?
Se alguém teve algum sintoma similar aos sintomas de Covid (febre, tosse, perda de olfato, paladar), não deve ir à reunião. Deve seguir as recomendações médicas de se isolar, não entrar em contato com outras pessoas. Se for possível, ela deve se isolar em um cômodo na sua própria casa por, pelo menos, 14 dias e fazer o teste.

O ideal é que a ventilação seja natural, ou seja, janelas devem ser mantidas abertas e o acesso a varandas também, para que o ar possa circular

Se você está com os sintomas, deve fazer o teste do PCR quantitativo, para detectar o vírus nas secreções. Esse é o padrão para esse tipo de situação. A sorologia só é indicada para quem já teve a doença há algum tempo, porque em geral os anticorpos só aparecem alguns dias após o surgimento dos sintomas ou até depois que os sintomas já passaram, e existem muitos casos de falso negativo nesses testes sorológicos. Então, não é bom confiar muito nesse teste.

Quem sentir sintomas de Covid-19 depois da festa deve fazer o quê?
A pessoa tem que se isolar por 14 dias e observar os sintomas. Se for possível, ela deve ser testada. E, se os sintomas se agravarem, ela deve procurar imediatamente um hospital. Além de notificar todas as pessoas com quem ela teve contato na festa, para que também se isolem e façam os mesmos procedimentos.

Se uma pessoa apresentar sintomas, todas as outras que estiveram lá, no local da festa, que tiveram contato com essa pessoa, devem seguir esse procedimento de isolamento por 14 dias e manter-se atentas ao surgimento de sintomas, porque há um risco muito alto de terem sido contaminadas. E pessoas em grupo de risco devem procurar ajuda médica imediata, se apresentarem algum sintoma.

Leia também1 Cantor Paulinho, do grupo Roupa Nova, morre no Rio de Janeiro
2 Sandy canta música do Roupa Nova em homenagem a Paulinho
3 Bolsonaro anuncia que quem se vacinar terá que assinar termo
4 'Nunca me olhei como vítima de alguma coisa', conta Agustin
5 A importância do perdão no fortalecimento do casamento

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.