Leia também:
X Cantora Pamela faz chá de bebê de seu primeiro filho

Cadela come passaporte e “poupa” dona de coronavírus

Kimi impediu sua tutora de seguir para Wuhan, cidade considerada como epicentro da doença

Paulo Moura - 03/02/2020 14h45 | atualizado em 03/02/2020 15h04

Uma cadela teve um ato “heroico” no último mês. Não, ela não deu um pulo na água e salvou alguém que estava se afogando e muito menos precisou morder algum bandido para salvar uma pessoa que estava prestes a ser roubada. Porém, definitivamente, o ato da nossa personagem foi digno de um “cão de guarda”.

O que a golden retriever das fotos acima fez foi comer o passaporte de sua dona, uma moradora de Taiwan. De primeira, o ato do animal parece ter sido bem ruim, e foi exatamente isso que a tutora da Kimi, como ela é chamada, pensou quando viu seu documento destruído e percebeu que não teria como viajar para Wuhan, cidade chinesa considerada o epicentro dos casos de coronavírus.

– Vi essa cena no momento em que voltei para o meu quarto! Quem pode explicar em meu nome, será que consigo ao menos deixar o país? – escreveu ela uma rede social.

Porém, no dia seguinte, quando a dona de Kimi percebeu que o lugar para onde viajaria estava sendo o foco dos casos de coronavírus, ela voltou às redes sociais, mas dessa vez para agradecer sua golden retriever por tê-la protegido.

– Vocês ainda se lembram do incidente do passaporte? Em retrospectiva, esta pequena estava realmente me protegendo. Depois que meu passaporte foi destruído, o vírus começou a proliferar no meu destino. Eu me sinto um pouco emocionada agora. Que bom que você me impediu de ir na viagem – completou.

Wuhan é o epicentro da infestação por coronavírus. A doença já matou 361 pessoas em território chinês e afetou mais de 17 mil pessoas.

Leia também1 Cantora Pamela faz chá de bebê de seu primeiro filho
2 Em carta, Rose Miriam fala sobre sua relação com Gugu

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.