Leia também:
X Burger King debocha de cliente que criticou propaganda LGBT

Apesar do susto, pai de nônuplos celebra: ‘É alegria, é felicidade!’

Militar do Exército do Mali ainda não pode ir ao Marrocos para ver os filhos

Gabriela Doria - 20/05/2021 17h44

A notícia do nascimento de nônuplos, filhos de um casal do Mali, no continente africano, assustou e despertou a curiosidade do mundo. No entanto, mesmo com o susto, os pais dos bebês só conseguem pensar na felicidade multiplicada por nove. Por causa da complexidade do parto, Halime Cisse foi transferida para o Marrocos, mas seu esposo não pode acompanhá-la por causa das restrições nas fronteiras em função da pandemia.

Com isso, a expectativa é grande. Em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, o pai das crianças, Adjudant Kader Arby, que é sargento do Exército do Mali, afirmou que está ansioso para ver os filhos e que todos eles são “alegria e felicidade”.

– Três semanas antes do parto eu pedi autorização para viajar para o Marrocos, mas as fronteiras estão fechadas por causa da pandemia. Eu estou aguardando a permissão para poder viajar pra ver as crianças. Mas como todos no Mali, como o mundo inteiro, devo dizer, a notícia é uma ótima notícia! É alegria, é felicidade – disse o pai dos nônuplos.

Os nove gêmeos nasceram no Marrocos após uma cooperação internacional com o Mali. As crianças nasceram com apenas 30 semanas de gestação e os pesos variam entre 500 gramas e 1,1 quilo. Por causa da saúde frágil, eles deverão ficar na incubadora por mais um mês. Halima se recupera bem após a “maratona” de filhos.

Leia também1 Nônuplos! Mulher dá à luz 9 bebês saudáveis em Marrocos
2 Menina da máscara "Jesus me ama" atrai colegas para Deus
3 Mais um bebê real! Princesa Beatrice está grávida do 1º filho
4 Anderson Freire apoia vaquinha de bebê com paralisia cerebral
5 Harry diz que nascer na realeza é como viver em um zoológico

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.