Leia também:
X Em rede social, Elaine Martins relembra perda de um dos filhos

Andressa Urach: “Não penso em voltar a fazer programa”

Em entrevista, modelo respondeu a perguntas sobre fé, carreira e sexo

Ana Luiza Menezes - 29/11/2020 10h00 | atualizado em 29/11/2020 15h57

Andressa Urach Foto: Reprodução

Em entrevista ao jornal O Dia, Andressa Urach falou novamente sobre a saída da Igreja Universal do Reino de Deus e da Record. Ela respondeu a perguntas sobre fé, carreira e sexo, entre outros temas.

– Tive uma relação de fé, de entrega com a igreja e isso não tem nada a ver com a minha fé. Em muitos momentos foi uma relação completamente comercial. Acredito que tudo vá se revolver dentro do possível. (…) A Record fez parte da minha vida, fiz um reality show e construí minha carreira na emissora. É uma grande emissora que me fez ser quem sou hoje, mas foi um ciclo que se fechou – avaliou.

Questionada sobre insinuações a respeito de um possível retorno à ‘velha vida’, Urach falou que não pretende voltar a ‘fazer programa’.

– Acredito que você nunca vá ser uma pessoa completamente perfeita para ninguém. Sobre essas insinuações eu apenas digo que essas pessoas sejam pessoas melhores e não julguem ninguém. (…) Não penso em voltar a fazer programa. Hoje, tenho a minha fé e minha integridade. Não estou julgando quem faz, mas tenho as minhas próprias convicções do certo e do errado – declarou.

Andressa falou também sobre convites que fazem parte da carreira de modelo. Ela foi perguntada se aceitaria participar de campanhas de bebidas ou roupas íntimas.

– Recebo convites hoje como recebia anteriormente quando estava na igreja, mas hoje por estar mais equilibrada e entender o que posso ou não fazer me faz ter a possibilidade de aceitar esses convites ou não.

A modelo defendeu que “relações sexuais devem acontecer dentro de sua fé”.

– Continuo com a minha convicção e acredito que as relações sexuais devem acontecer dentro de sua fé. Hoje, eu entendo que não posso ir além do que eu acredito. Isso faz parte da evolução. A nossa fé nos transforma e essa transformação nos faz pessoas melhores, e como uma pessoa melhor eu prefiro não julgar nenhuma decisão do próximo.

Leia também1 Andressa Urach pede indicação de igrejas: "Preciso de Deus"
2 “Só não me mato porque tenho filho para criar”, diz Urach
3 Urach: "Doei Porsche, joias e até bolsas Chanel para a igreja"
4 Urach volta a criticar a Igreja Universal e fala sobre demissão
5 Andressa Urach diz que perdoou seu estuprador por telefone

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.