Leia também:
X Cantor processa ex-mulher por invadir casa de US$ 40 milhões

Agustin Fernandez conta que Deus o ajudou a perdoar os pais

Maquiador e empresário falou sobre fé, família e amizade com a primeira-dama

Ana Luiza Menezes - 19/10/2020 16h29 | atualizado em 19/10/2020 17h51

Agustin Fernandez

O maquiador e empresário uruguaio Agustin Fernandez é conhecido por sua linha de cosméticos, Loja do Divo, além das dicas de maquiagem que compartilha nas redes sociais. Amigo da primeira-dama Michelle Bolsonaro, Agustin tem personalidade forte, sem medo de dizer o que pensa.

Ao Pleno.News, ele falou sobre sua família, carreira, fé e amizade com Michelle. Agustin também fez uma breve análise dos gostos da mulher brasileira no que diz respeito a maquiagem.

Como iniciou a carreira no ramo da beleza?
Eu sou filho de um relacionamento problemático da minha mãe e saí de casa com 16 anos. Tínhamos um bom relacionamento, mas lá pelos 13 anos começaram a aparecer características físicas do meu pai, ela falava que eu lembrava ele e começamos a ter conflitos. Então eu saí de casa. Fiquei alguns dias na rodoviária e conheci um menino que me levou pra casa dele e me apresentou a uma amiga cabeleireira, a Valéria. Esta cabeleireira me levou para ajudá-la no salão. Eu lavava cabelo e limpava o chão em troca de alimento e moradia, morei dois anos com ela.

Há quanto tempo você veio para o Brasil? Como foi sua vinda, enfrentou dificuldades para se estabelecer?
Cheguei no Brasil dia 12/2/2012 , eu achava que fazia mais tempo, sempre falo 10 anos. Tenho a sensação de que faz uma vida. Fácil, não foi. Mas confesso que assim que cheguei, fui muito acolhido por pessoas que nem conhecia. Uma família do Rio Grande do Sul me acolheu num quartinho de empregada e me ajudou enquanto eu me estabelecia e legalizava meus documentos. Fui muito abençoado. Nos primeiros meses chorava todos os dias, pois meus irmãos ficaram lá, [mas] logo aceitei que a saudade fazia parte da minha escolha. Não foi muito difícil achar emprego, sempre os salões precisam de assistência para limpar os lavatórios e lavar cabelo. Consegui crescer, o que foi difícil, pois o mercado é muito competitivo. Tem que dar o sangue e ainda assim é pouco.

Sobre maquiagem, qual a maior procura das brasileiras? Qual a dica que elas mais gostam/pedem?
Atualmente, as mulheres querem se sentir mais bonitas e autoconfiantes para elas mesmas, e usam a maquiagem como uma das tantas ferramentas. Peles naturais, porém com boa cobertura e propostas mais “linda com pouca make” bombam.

Como amigo da primeira-dama, há algum truque de maquiagem dela que você poderia compartilhar com as nossas leitoras?
A primeira-dama é a típica mulher brasileira de origem simples que sabe fazer tudo, escova seu próprio cabelo, faz a sua unha, make e sobrancelha. Acho que ela faz uma pele super natural e cola cílios como ninguém. Inclusive consegue fazer um par de cílios durar mais de 20 aplicações. Já eu não tenho esse zelo por limpá-los e reutilizá-los, mas acho incrível. Além de econômico é ecológico.

Agustin Fernandez e Michelle Bolsonaro Foto: Reprodução
A primeira-dama é a típica mulher brasileira de origem simples que sabe fazer tudo, escova seu próprio cabelo, faz a sua unha, make e sobrancelha. Acho que ela faz uma pele super natural e cola cílios como ninguém

No ano passado você se batizou. Como foi seu encontro com Deus?
Sempre tive fé, mas nos últimos anos senti a necessidade de me aprofundar mais sobre. Na igreja Novidade de Vida (NDtive várias experiências com Deus muito fortes. Em um culto de perdão consegui ressignificar os sentimentos que eu tinha pelos meus pais, que me rejeitaram. Em Deus consegui perdoá-los, amá-los e acolhê-los acima de qualquer conflito. Entendi que eles foram a sua melhor versão, e foi assim com outros assuntos da minha vida que não estavam bem resolvidos. Acho que a experiência com Deus é muito mais que o fanatismo radical que a gente vê na internet, por parte de alguns líderes que se usam da palavra para emitir opiniões pessoais e homofóbicas.

Recentemente você postou sobre a morte do seu pastor.
Vou sentir muita falta do apóstolo Paulo. Ele e a família me acolheram e me sinto muito amado por eles. Recebi no meu aniversário um vídeo dele muito especial, foi dias antes dele ser internado. Vejo todos os obreiros da NDV como uma referência de cristão; eles são o verdadeiro amor, acolhem todos, não segregam ninguém. Gostaria que um dia todo mundo entendesse que o discurso de alguns cristãos não diz a respeito de todos, e que a experiência é pessoal é indescritível.

Em um culto de perdão consegui ressignificar os sentimentos que eu tinha pelos meus pais, que me rejeitaram, e em Deus consegui perdoá-los

Você costuma ir aos cultos presenciais?
Acho que frequentar a igreja e procurar a Palavra em casa é muito importante. Porque a experiência com Deus não é coletiva, é individual. Cada pessoa tem a sua intimidade e é tocado de uma maneira diferente.

Leia também1 Agustin Fernandez lamenta a morte do apóstolo Paulo Tércio
2 Agustin detona Jean Wyllys: "Nem os gays gostam dele"
3 Luisa Mell provoca Michelle e Agustin não se cala: "Víbora"
4 Agustin é entrevistado por Eduardo Bolsonaro
5 Agustin rebate a atriz Danielle Winits por apoiar Felipe Neto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.