Leia também:
X Atos de 7 de setembro ocupam hotéis de Brasília em quase 100%

Zé Trovão: “Vou me entregar dia 7 de setembro, no meio do povo”

Caminhoneiro é considerado foragido pela Polícia Federal

Gabriela Doria - 04/09/2021 12h05

Caminhoneiro Zé Trovão é procurado pela Polícia Federal Foto: Reprodução YouTube/Zé Trovão

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, revelou que irá se entregar à Polícia Federal durante os atos do dia 7 de setembro, que prometem grandes manifestações a favor do governo Jair Bolsonaro. Zé Trovão é um dos responsáveis por convocar o povo para os atos.

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o caminhoneiro, que teve a prisão decretada nesta sexta-feira (3) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, disse que irá se entregar “no meio do povo”. Na mesma decisão, Moraes também o proibiu de participar dos atos do dia 7.

Zé Trovão é considerado foragido.

– Vou me entregar para vocês dia 7 de setembro, no meio do povo. Vai me buscar lá. Só isso que eu tenho para dizer. […] Eu não quero que ninguém feche barreiras. O povo abre e deixa a polícia me prender no meio do povo. Dia 7 de setembro vocês podem me prender – disse.

O líder dos caminhoneiros é investigado no inquérito que apura a organização e o financiamento de atos considerados antidemocráticos – incluindo o que acontecerá no Dia da Independência.

Leia também1 Pernambuco: Bolsonaro arrasta multidão em motociata na terra de Lula
2 Atos de 7 de setembro ocupam hotéis de Brasília em quase 100%
3 Zé Trovão não se entregará antes de 7 de setembro, diz advogado
4 Decisão de Moraes dará 'impulso' às manifestações, diz Zambelli
5 Atos de 7 de Setembro em São Paulo contarão com 3,6 mil PMs

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.