CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Homem de 65 anos é preso com material de pedofilia

Wilson Witzel irá à PF explicar irregularidades na Saúde

Esposa do governador também é investigada

Gabriela Doria - 09/07/2020 10h28 | atualizado em 09/07/2020 10h30

Governador Wilson Witzel deve depor sobre fraudes na Saúde Foto: Philippe Lima/Governo do RJ/Divulgação

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, é esperado na sede da Polícia Federal, nesta quinta-feira (9), para prestar esclarecimentos sobre as irregularidades em contratos da Saúde durante a pandemia. Witzel prestará depoimento no âmbito das investigações do Superior Tribunal de Justiça, que resultou na Operação Placebo.

Witzel deveria ter sido ouvido na última semana, mas o depoimento foi adiado por causa do falecimento da avó da primeira-dama Helena Witzel, que também é suspeita de irregularidades.

A Operação Placebo mira supostas fraudes em contratos emergenciais firmados pela Secretaria de Saúde do Estado com empresas privadas e organizações sociais. O contrato com a O.S. Iabas foi o que mais chamou a atenção, uma vez que o foi cobrado do governo do estado cerca de R$ 835 milhões pela construção de sete hospitais de campanhas, dos quais apenas um foi entregue e ainda assim com menos da metade da capacidade de funcionamento.

Ainda no âmbito da Operação Placebo, Wilson e Helena Witzel foram alvos de mandos de busca e apreensão em residências ligadas ao casal, incluindo o Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do estado, além do Palácio Guanabara, que é sede do governo, e um imóvel de Witzel, no bairro do Grajaú.

Na ocasião, foram apreendidos celulares, computadores e documentos do casal Witzel. Todos os itens passaram por perícia da Polícia Federal.

Witzel também deve ser ouvido nesta sexta-feira (10).

Leia também1 Witzel prorroga medidas restritivas no RJ até 21 de julho
2 Impeachment: Witzel terá 10 sessões para se defender
3 Justiça quebra sigilo de ex-secretário de Saúde do RJ
4 Wilson Witzel pode ser afastado no final de julho
5 Ex-líder do governo Witzel é investigado por rachadinha

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo