Leia também:
X Facebook e Instagram removem pedidos de intervenção militar

Twitter terá que remover posts de Lélis contra Carlos Bolsonaro

O filho do presidente Jair Bolsonaro foi alvo de calúnia e difamação e pede indenização contra a militante de esquerda

Leiliane Lopes - 04/11/2022 14h43 | atualizado em 04/11/2022 14h54

Patrícia Lélis Foto: Reprodução Instagram

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que o Twitter remova as postagens feitas pela jornalista Patrícia Lélis contra o vereador Carlos Bolsonaro.

A decisão se refere a uma ação movida pelo parlamentar contra a militante de esquerda que em outubro do ano passado, publicou inverdades sobre ele.

Lélis disse no microblog que Carlos foi internado em Brasília por overdose de cocaína. Caso o Twitter não apague a publicação, será aplicada uma multa diária de até R$ 10 mil até o limite de R$ 50 mil.

Além disso, o vereador pelo Rio de Janeiro cobra uma indenização por danos morais de R$ 48.480 e, caso vença na Justiça, a militante terá que fazer uma retratação na sua rede social.

A defesa do parlamentar alega que Lélis “ultrapassou seu direito à livre manifestação” e que as publicações mentirosas “atingem a honra e imagem” do vereador que sempre foi “um defensor do combate ao tráfico de drogas”, sendo também “contrário à liberação de entorpecentes”.

Leia também1 Facebook e Instagram removem pedidos de intervenção militar
2 MDB quer um "ministério de projeção" para Simone Tebet
3 Jovem Pan em editorial: "Não nos vendemos para o governo"
4 Hoffmann dispensa e ataca fala de Edir Macedo sobre "perdão"
5 Procuradora desqualifica STF e defende manifestações

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.