Leia também:
X Fux deve subir o tom no discurso de hoje em repúdio a Bolsonaro

TSE congela pagamento da Gettr a perfis de apoio a Bolsonaro

Rede social conservadora teve que suspender monetização de canais pró-governo

Gabriela Doria - 08/09/2021 08h25 | atualizado em 08/09/2021 09h16

Corregedor do TSE suspendeu pagamentos a perfis pró-Bolsonaro na Gettr Foto: STF/Felipe Sampaio

O corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Felipe Salomão, mandou suspender o pagamento da rede social conservadora Gettr a perfis que “publicam ameaças à democracia brasileira e são investigados em inquérito que tramita no TSE”, entre eles os de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), informou o tribunal em comunicado.

O comunicado do TSE não lista todos os afetados pela determinação, mas traz os nomes dos jornalistas Allan dos Santos e Oswaldo Eustáquio, “que já foram alvo de operações anteriores” e que formam a base de apoio a Jair Bolsonaro.

Salomão também proibiu a Gettr de usar algoritmos para indicar ou promover outros canais e vídeos que façam ataques ao sistema eleitoral brasileiro ou que questionem a segurança do processo eleitoral.

– Tal proibição não englobará pesquisa ativa de usuários em busca por conteúdo específico com utilização de palavras-chaves – disse o ministro.

Ainda em agosto, o corregedor-geral foi responsável por suspender os pagamentos realizados pelas plataformas YouTube, Twitch.TV, Twitter, Instagram e Facebook a perfis e canais que supostamente propagavam fake news sobre as eleições no Brasil.

Na ocasião, Salomão considerou que os alvos da ação não disseminavam “críticas legítimas” nem sugeriam melhorias ao processo eleitoral, mas divulgavam notícias falsas que já foram desmentidas “inclusive pela própria Polícia Federal”.

Leia também1 Por ordem de Moraes, PF detém ex-assessor de Trump no DF
2 Ex-ministro do STF diz que Bolsonaro não está à altura do cargo: 'Político medíocre'
3 7 de setembro: Randolfe aciona o STF contra Bolsonaro por atos
4 Doria 'insiste' e multa Bolsonaro pela 7ª vez por 'falta de máscara'
5 Presidente Bolsonaro: "O poder Moderador é o povo brasileiro"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.