Leia também:
X Wajngarten reage a assalto, salva os pais e rende bandido

Tolerância zero! Ministro da Justiça demite delegado da PF que furou blitz

Ele chegou a passar por cima da moto de um agente de trânsito

Gabriela Doria - 06/08/2020 17h46 | atualizado em 06/08/2020 19h34

Delegado passou por cima de moto dos agentes de trânsito Foto: Reprodução

O ministro da Justiça André Mendonça demitiu um delegado da Polícia Federal que furou uma blitz, em março do ano passado, no Distrito Federal, em Brasília. A perda do cargo foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (6).

O documento acusa David Sérvulo Campos de “infringir o disposto no art. 43, incisos VIII e XLVIII, da Lei nº 4.878/65, ao praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a função policial e prevalecer-se, abusivamente, da condição de funcionário policial”.

Ainda de acordo com o texto, Campos praticou ato de improbidade administrativa, quando há “conduta inadequada, praticada por agentes públicos ou outros envolvidos, que cause danos à administração pública”.

Na ocasião da blitz, o então delegado justificou a desobediência aos agentes de trânsito afirmando que precisava socorrer o pai. Segundo ele, o idoso, que é cardiopata, estava em seu veículo e precisava de remédios urgentemente.

A abordagem foi registrada em vídeo pelos agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). Nelas, é possível ver o momento em que o delegado ignora os servidores, e até atropela uma moto ao tentar fugir pelo canteiro central.

Campos chegou a ser detido e autuado por dano ao patrimônio público. Ele foi liberado após pagar fiança de R$ 2 mil e assinar dois termos circunstanciados, um por desobediência e outro dano a um bem particular.

Leia também1 Wajngarten reage a assalto, salva os pais e rende bandido
2 Justiça diz que não investiga cidadãos e nem faz ‘dossiês’
3 João Doria decide afastar secretário preso na Lava Jato
4 Kajuru denuncia Alcolumbre: "Faz tempo que não aparece"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.